O Melilla já havia sido um benevolente sparring ao Real Madrid nos 32-avos de final da Copa do Rei. A goleada por 4 a 0 no jogo de ida favoreceu os garotos merengues e ainda deixou uma boa impressão na estreia de Santiago Solari, logo após a demissão de Julen Lopetegui. Mais de um mês depois, o reencontro no Santiago Bernabéu aconteceu nesta quinta-feira. Desde então, os merengues haviam emendado bons resultados, apesar da recaída ocorrida contra o Eibar. E os nanicos da terceirona voltaram a apanhar. Goleada por 6 a 1, com destaque para Marco Asensio e Isco, com dois gols para cada. Vinícius Júnior também apareceu, com uma bela assistência e seu “primeiro tento direto” pelos madridistas – após o gol contra que foi oficializado em seu nome diante do Valladolid.

O Real Madrid demorou 33 minutos para anotar o primeiro gol. Neste intervalo, perdeu várias chances e também permitiu que o Melilla assustasse. Contudo, quando abriu a porteira, balançou as redes três vezes em seis minutos. Asensio iniciou a contagem numa arrancada com total liberdade e ampliou logo na sequência. Vinícius Júnior, aliás, tem grandes méritos neste segundo tento. Recebeu na ponta esquerda e passou como quis pelo marcador, antes de cruzar para o camisa 20 finalizar. Já aos 39, Asensio ainda serviria Javier Sánchez, em lançamento que o garoto bateu de primeira, encobrindo o goleiro.

Já no segundo tempo, Isco começou a aparecer decisivamente. Depois de tabela fácil com Dani Ceballos, o capitão da ocasião acertou um lindo chute de fora da área para fazer o quarto. O quinto foi de Vinícius, em contragolpe, parando no goleiro e aproveitando o rebote. O brasileiro participava bastante do jogo e chamava a responsabilidade, embora tenha desperdiçado várias oportunidades claras e exagerasse nas firulas sem qualquer serventia. O Melilla fez o de honra a partir de um pênalti, convertido por Yacine Qasmi. Por fim, Isco fechou o caixão em chute no cantinho. No agregado, 10 a 1 para os madridistas.

Cumprida a tabela na Copa do Rei, o Real Madrid segue mais leve e motivado para a sequência da temporada. No domingo, encara o Huesca pelo Campeonato Espanhol. Terá jogos mais tranquilos (em teoria) até fazer sua estreia no Mundial de Clubes no dia 19. Mais chances para os jogadores em má fase se recuperarem e para os garotos deslancharem. É o que resta neste momento, possivelmente para mudanças mais importantes a partir de janeiro, com a reabertura da janela de transferências.