O primeiro gol de Bale na sua volta ao Tottenham foi o da vitória contra o Brighton

Atacante marcou um gol crucial em partida com decisões bem controversas do árbitro

Gareth Bale voltou a marcar com a camisa do Tottenham, e logo um gol crucial. Foi dele o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Brighton, na casa dos Spurs, em uma partida com muitas decisões controversas do árbitro Graham Scott, que quase complicaram o andamento do jogo. Passou longe de ser uma grande exibição dos comandados de José Mourinho, mas importante para conquistar os três pontos.

LEIA TAMBÉM: Apesar do lockdown no Reino Unido, Premier League e EFL continuarão sendo disputadas

Logo no começo do jogo, aos 13 minutos, Adam Lallana (sim, aquele) derrubou Harry Kane na área. Foi preciso uso do VAR, porque o lance foi bastante duvidoso. Foi a primeira controvérsia, já que o lance gerou bastante reclamações. Apesar dos protestos, a falta foi confirmada. Pênalti que o próprio camisa 10 cobrou e marcou 1 a 0.

O VAR se tornaria novamente protagonista do jogo no gol de empate do Brighton, já no segundo tempo. Começou em um lance que Solly March fez uma falta clara sobre Emile Hojbjerg. O árbitro não marcou. Na sequência do lance, saiu o gol de Tariq Lamptey, em uma finalização precisa no canto, aos 11 minutos da etapa final.

Mourinho acionou o banco. Tirou Tanguy Ndombelé e colocou Giovani Lo Celso, aos 19; depois, aos 25, sacou Erik Lamela e colocou Gareth Bale. Curiosamente, o jogador que recebeu a camisa 11 que vestia lá em 2013. Como a camisa 11 já estava com Lamela, Bale ficou com a 9. Embora esteja longe de ser um centroavante, ele marcou um gol típico de camisa 9. Em um cruzamento de Sergio Reguillón, outro que veio do Real Madrid, Bale tocou de cabeça com precisão para marcar, aos 28 minutos, e colocar os Spurs em vantagem novamente: 2 a 1.

Foram sete anos e 166 dias entre o último gol de Bale pelo Tottenham, em maio de 2013, e o deste domingo. Foi o seu primeiro no novo estádio também, de quebra. Uma vitória crucial para o Tottenham, que chega a 14 pontos, atrás apenas do Liverpool. Ao contrário da última temporada, em que o Liverpool disparou e nem mesmo o Manchester City conseguiu acompanhar, agora parece ser um campeonato bem mais aberto.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore