Bastou uma semana de disputa para a Libertadores 2017 já oferecer o seu primeiro jogo repleto de drama. O Independiente del Valle carrega o peso das atenções de todo o continente, depois de chegar até a final no ano passado. O sucesso custou caro aos equatorianos, que se desmontaram a partir de então. Por isso mesmo, tamanho sofrimento em Sangolquí nesta sexta, apesar da vitória por 1 a 0 no jogo de ida. Os vice-campeões sul-americanos iam sendo eliminados até os 49 do segundo tempo. Arrancaram o gol salvador no último lance, mesmo com um jogador a menos. O empate por 2 a 2 com Deportivo Municipal coloca o Del Valle na segunda fase, enfrentando o Olimpia – curiosamente, novo time de Librado Azcona, goleiro que foi herói dos equatorianos na epopeia em 2016, e do técnico Pablo Repetto.

Precisando do resultado, os peruanos partiram para cima. Aos 20 minutos abriram o placar, com Sergio Moreno. Perigo que persistiu até o início do segundo tempo, quando o Independiente del Valle finalmente empatou, com Michael Estrada. O problema é que o alívio durou pouco. Mais exatamente, 14 minutos. Aos 31, o ítalo-peruano Pier Antonio Larrauri acertou um chute mascado de fora da área que o goleiro Adrián Bone aceitou, retomando a vantagem para o Deportivo Municipal.

Se o desespero do Independiente del Valle era grande, ele se tornou ainda maior aos 44, quando Kener Arce recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mas a angústia que enchia o peito, no último minuto, terminou em explosão e euforia. Em meio à afobação, Gabriel Cortéz se transformou em herói, arrematando para as redes a bola que respingou em seus pés. O gol que empatou o jogo e classificou os equatorianos. Bastou a saída de bola para o árbitro decretar o final do duelo. Jogadores dos dois times desabaram, pelo peso que saiu das costas de quem avançou ou pela decepção que tomou os eliminados.

O outro jogo movimentado da noite aconteceu no Uruguai. Depois de perder por 3 a 2 na Bolívia, o Montevidéu Wanderers reverteu a situação contra o Universitario de Sucre. Por mais que seu goleiro quisesse entregar, com duas falhas, os Boêmios foram bastante produtivos no ataque. Com dois gols e uma assistência, Sergio Blanco se destacou. Na próxima etapa, os uruguaios voltam à Bolívia para pegar o Strongest. Já o Deportivo Capiatá surpreendeu ao eliminar o Deportivo Táchira. Os paraguaios, que venceram em casa, seguraram o 0 a 0 na Venezuela. Enfrentarão o Universitario, do Peru.

A segunda fase da Libertadores começa já na próxima semana. Os dois brasileiros entram em campo na quarta: o Botafogo recebe o Colo-Colo no Estádio Nilton Santos, enquanto o Atlético Paranaense jogará contra o Millonarios na Arena da Baixada.