Ninguém gosta de perder e isso é fato. A diferença é que cada um lida de um jeito e parece que os jogadores do Cruz Azul não levaram muito na esportiva terem sido eliminados da Concachampions na noite de quarta-feira. O time mexicano, atual campeão, só empatou com a Alajuelense, da Costa Rica, por 1 a 1. Os mexicanos são os atuais campeões, mas desta vez não conseguiram nem chegar ao mata-mata, porque o empate os deixou com cinco pontos, um a menos que o time da Costa Rica, que avança.

ESPANHOL: Veja todos os gols em clássicos entre Real Madrid e Barcelona nos últimos 30 anos de La Liga
ALEMÃES: A torcida do Bayern deu um show nas arquibancadas tão grande quanto os 7 a 1
DRONES: Estão usando drones em partidas de futebol, e isso está se tornando um problema na Inglaterra

Os dois times vivem situação bem diferente na temporada. A Alajuelense é líder do Campeonato Costa-Riquenho com vantagem larga para o segundo colocado – 31 pontos contra 28 do UCR, e isso com três jogos a menos. Já o Cruz Azuk está só em 10º ligar no Campeonato Mexicano, que classifica os oito primeiros para a fase de mata-mata. A glória continental ainda era um sonho, mas depois de uma vitória, dois empates e uma derrota, o sonho acabou. E parece que a paciência também.

Os dois gols no empate por 1 a 1 saíram logo no começo do jogo. Armando Alonso marcou o primeiro da Alajuelense aos dois minutos de jogo, enquanto Gerardo Torrado marcou o gol de empate aos oito. Não saíram mais gols, o que foi ruim só para o Cruz Azul. Depois do jogo, aparentemente o bicho pegou.

Segundo Mauro Formica, do Cruz, Azul, estava tudo bem depois do fim do jogo, mas o argentino disse que Jhonny Acosta, da Alajuelense, teria acertado Maza Rodríguez, um dos jogadores do Cruz Azul, e os demais companheiros foram lá para defendê-lo. O jogador afirmou que primeiro entraram para apartar a briga, mas aí tiveram que defender o companheiro que foi atingido e a confusão começou. Veja as cenas: