Realmente foi ano novo e vida nova para o Swansea. O técnico português Carlos Carvalhal assumiu a equipe galesa nos últimos dias de 2017, na lanterna da Premier League, com apenas 13 pontos. A revolução que era necessária caminha bem. Ganhou do Liverpool na última rodada e, nesta terça-feira, derrotou outro grande: o Arsenal, por 3 a 1.

LEIA MAIS: Técnico do Swansea: “Liverpool é um carro de F1, mas nós os colocamos no trânsito de Londres”

Esta foi a oitava partida de Carvalhal, demitido enquanto ocupava a 15ª colocação da segunda divisão com o Sheffield Wednesday. Foi dispensado na véspera de Natal. Mesmo com a experiência de ter treinado Besiktas, Sporting e Marítimo, foi uma aposta ousada do Swansea, que já recolhe os dividendos. Com Carvalhal no comando, o time perdeu apenas uma vez, para o Tottenham. Ainda ganhou do Watford e empatou com o Newcastle, pela Premier League, e avançou na Copa da Inglaterra, contra o Wolverhampton.

O mais impressionante é a sequência de duas grandes partidas contra grandes ingleses. Simbolicamente, o último jogo do time antes de Carvalhal assumir foi uma goleada por 5 a 0 imposta pelo Liverpool. E na segunda-feira da semana passada, o Swansea se vingou ganhando por 1 a 0. Agora, bateu o Arsenal, animado por ter chegado à final da Copa da Liga Inglesa e pelos seus novos reforços – Mkhitaryan estreou nesta terça, e Aubameyang parece próximo.

Nacho Monreal tomou gosto pelos gols e abriu o placar, aos 33 minutos do primeiro tempo. Mas a defesa do Arsenal, que nos seus melhores dias não é grande coisa, não estava em um deles. Clucas praticamente caminhou na frente de Xhaka, que o acompanhou apenas com os olhos, entrou na área e empatou.

Se está indo bem no ataque, Monreal foi muito mal na defesa. No começo da segunda etapa, tocou na fogueira para Cech, cercado por três adversários. O goleiro tcheco tentou o bicão, mas esqueceu de passar giz no taco. Ayew apareceu para completar. E nos minutos finais, quando o Arsenal tentava empatar, deu uma furada espetacular na lateral, Carroll passou para Ayew, que entrou na área e foi desarmado. Clucas pegou a sobra e mandou para as redes.

Ainda parece cedo para saber se a era Carvalhal no Swansea significará mais uma temporada na Premier League, mas os três pontos contra o Arsenal foram suficientes para tirar o time da zona de rebaixamento. Momentaneamente, porque Stoke City, Southampton e West Brom jogam na próxima quarta-feira. Mas já passa um fio de esperança aos torcedores.

.

.