O Estádio Centenario abrigou o seu grande clássico neste domingo. Nacional e Peñarol faziam um jogo importante pelo Torneio Clausura do Campeonato Uruguaio, mas cujo desenrolar acabou desagradando à maioria. O empate por 0 a 0 serviu de retrato fiel a uma partida fraca, de pouquíssimas emoções – na qual o lance mais discutido acabou sendo um pênalti negado aos tricolores. O clima em campo, aliás, foi bem diferente da maneira como os torcedores viveram o embate nas arquibancadas – onde estiveram presentes 46 mil espectadores. O recebimento às equipes guardou uma colorida festa entre as duas torcidas.

Mandante na tarde, o Nacional caprichou mais em seu espetáculo. Na parte central das tribunas, os torcedores criaram uma grande bandeira tricolor com trapos. Já atrás do gol, muitas bexigas coloridas e fumaça, com direito a uma versão gigante da camisa do Bolso. Os torcedores do Peñarol, por sua vez, também trataram de esquentar a atmosfera. Fizeram um mosaico com bexigas aurinegras, antes de esticar o seu bandeirão.

O Nacional é o primeiro colocado no Clausura, mas sem margem aos erros. Os tricolores somam 28 pontos, um a mais que Peñarol e Progreso – outro a se meter na briga. Além disso, o Nacional lidera a tabela anual, mas o Peñarol já está garantido na disputa das semifinais gerais, após faturar o Apertura.