No DNA, Ingolstadt e RB Leipzig são “clubes irmãos”. Dois times fundados recentemente, e que possuem multinacionais por trás de seus negócios. O primeiro surgiu no berço da Audi, com participação da empresa e forte ligação com a comunidade. O segundo, veio a calhar dentro do projeto esportivo da Red Bull em uma cidade cujo futebol estava adormecido. Ambos ascenderam rapidamente ao primeiro nível na Bundesliga. Porém, as visões administrativas se diferem bastante: enquanto o Ingolstadt cresce fundamentado nos próprios recursos, o Leipzig recebe forte aporte financeiro da marca de energéticos. Não à toa, cada um começou a rodada em uma ponta da tabela. Mas a surpresa aconteceu no Audi Sportpark: vitória por 1 a 0 do Ingolstadt, que quebrou a invencibilidade dos Touros Vermelhos, os tirou da liderança e ainda saiu da lanterna do campeonato.

O sucesso do RB Leipzig em sua primeira temporada na elite possui uma pontinha de ajuda do Ingolstadt. Afinal, foi na cidade da Audi que o técnico Ralph Hasenhüttl ganhou notoriedade. Ele levou a pequena equipe à primeira divisão alemã pela primeira vez, além de assegurá-la na elite durante o ano de estreia sem grandes riscos. O suficiente para atrair o interesse da Red Bull, que o contratou logo após o desejado acesso. E o comandante se encaixou perfeitamente na filosofia em Leipzig, que tem por trás o diretor esportivo Ralf Rangnick, reconhecido por sua passagem pelo Hoffenheim.

Todo o conhecimento que Hasenhüttl tinha do Audi Sportpark, no entanto, foi inútil neste sábado. O RB Leipzig dominou durante os 90 minutos. Teve mais posse de bola, finalizou mais, perdeu várias chances de gol. Mas não conseguiu preponderar na estatística mais importante: a bola nas redes. O Ingolstadt arrancou a vitória logo aos 12 minutos, com um herói brasileiro. O volante Roger Bernardo, jogando como líbero desta vez, apareceu livre na área para desviar a cobrança de falta de Anthony Jung. Valeu os três pontos e manteve a “freguesia”. No ano em que ambos se cruzaram na segunda divisão, o Ingolstadt venceu os dois jogos.

Roger, aliás, resume bem o trabalho de observação feito pelo Ingolstadt. O meio-campista está no clube desde 2012, quando foi contratado junto ao Energie Cottbus. Sempre disputou a segunda divisão com o time da antiga Alemanha Oriental, e a tarimba lhe valeu a oferta ao Audi Sportpark. No Brasil, o jogador de 31 anos rodou bastante. Nas categorias de base, passou por União São João, Santo André e Palmeiras. Já a profissionalização aconteceu na Ponte Preta, antes de defender Juventude, Guarani e Figueirense, seu trampolim para o futebol alemão.

Depois de 13 rodadas invicto, o RB Leipzig sofre a primeira derrota na Bundesliga. A campanha é idêntica à do Bayern de Munique, mas o saldo de gols vale para botar os bávaros na liderança. Já o Ingolstadt respira um pouco. Esta é sua segunda vitória na campanha e, com o tropeço do Darmstadt, deixaram a lanterna. Mesmo assim, permanecem na zona de rebaixamento.


Roger Goal HD – Ingolstadt 1-0 RB Leipzig 10… por PatsaN4ik