O técnico Oscar Tabárez, 71 anos, renovou contrato com a seleção do Uruguai por mais quatro anos. Ele treina o Uruguai desde 2006 e, desde então, a seleção do país tem conseguido chegar em todas as Copas do Mundo. E com papéis de destaque, especialmente em 2010, quando acabou em quarto lugar. Havia a especulação sobre a sua aposentadoria, mas o Maestro seguirá trabalhando à frente do projeto uruguaio.

LEIA TAMBÉM: Peñarol está de parabéns pela belíssima camisa em comemoração aos seus 127 anos

O trabalho já começa no próximo domingo, quando ele anuncia a lista de convocados para os jogos de outubro, contra Coreia do Sul e Japão. Tabárez já soma 185 jogos à frente da seleção uruguaia, o que o coloca como o treinador com mais jogos por uma seleção no futebol mundial. A ideia do novo ciclo é, claro, chegar à Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar, em novembro e dezembro daquele ano.

Será a quinta passagem de Tabárez como técnico do Uruguai. Foi campeão da Copa América em 2011, na Argentina, inclusive eliminando os anfitriões. A sua primeira passagem começou em 1988, quando dirigiu o time rumo à Copa do Mundo de 1990. No total, 185 jogos, 90 vitórias, 47 empates, 48 derrotas. Um total de 13 competições oficiais disputadas. Segundo o comunicado da AUF, Tabárez é apenas como técnico. Também inclui em extensão e assessoria de outras áreas do futebol do país. O Maestro comanda a seleção e a coordenação do processo de todas as seleções masculinas. O primeiro desafio será a Copa América em 2019, no Brasil.

Com a renovação de Tabárez e sua equipe, o São Paulo deve respirar aliviado. Diego Aguirre ra um dos nomes mais cotados para assumir a seleção uruguaia, caso Tabárez deixasse mesmo o cargo. Com o Maestro seguindo à frente dos Charrúas, aumenta também a chance do treinador do São Paulo renovar o seu contrato.