A Ligue 1 abriu sua temporada nesta sexta-feira, e já com uma partida importante. Monaco e Lyon foram perseguidores costumeiros do Paris Saint-Germain nas últimas temporadas, assim como fizeram campanhas continentais relevantes. Logo protagonizaram um confronto direto, dentro do Estádio Louis II. Porém, enquanto a equipe comandada por Sylvinho se anima com o novo trabalho, Leonardo Jardim ganha motivos para se preocupar com outra temporada claudicante, como a última. Dentro do principado, o Lyon não tomou conhecimento dos anfitriões: aplicou uma sonora vitória por 3 a 0, também auxiliada pelas circunstâncias.

Com apenas cinco minutos de jogo, o Lyon abriu o placar. Bertrand Traoré cobrou escanteio e Moussa Dembélé concluiu de cabeça. Apesar da vantagem, os visitantes não faziam uma partida tão dominante assim. O Monaco tinha mais posse, mesmo sem criar tantas chances. O momento-chave aconteceu aos 30 minutos, após uma falta cometida por Cesc Fàbregas no ataque, ao se enroscar com o zagueiro. Após rever o lance no VAR, o árbitro optou por mostrar o vermelho direto ao espanhol, em decisão bastante contestável.

A vantagem numérica abriu o caminho ao Lyon. E o goleiro Benjamin Lecomte, contratado para resolver o problema do Monaco na posição, não ajudou. O segundo gol dos visitantes saiu aos 36 minutos. Memphis Depay recebeu na intermediária e resolveu arriscar o chute, potente, mas no meio do gol. O arqueiro caiu errado e aceitou o frango. Neste momento, os monegascos não pareciam com forças para reverter o quadro. Saíram vaiados rumo ao intervalo.

O Lyon se aproveitou do jogador a mais principalmente no segundo tempo. Manteve 70% de bola e finalizou mais, buscando matar a partida. Assim, o terceiro gol saiu aos 35. Depois de uma ótima jogada de Dembélé pela ponta esquerda, Thiago Mendes ajeitou e Lucas Tousart acertou um chute firme de fora da área, desta vez sem chances para Lecomte. Mesmo após a venda de Fekir, a linha de frente dos Gones permanece fortíssima, com Dembélé, Depay e Bertrand Traoré – este, muito ativo no apoio. O início é ótimo ao técnico Sylvinho e ao diretor Juninho Pernambucano, presente nas arquibancadas do Louis II.

A rodada do Campeonato Francês terá continuidade com mais seis partidas neste sábado. Olympique de Marseille, Nice, Bordeaux e Saint-Étienne farão suas estreias. Já no domingo, o Paris Saint-Germain inicia sua jornada  em busca do tricampeonato contra o Nîmes. Aqui na Trivela, teremos um especial sobre o início da Ligue 1, a ser publicado ainda nesta sexta.