Em sua primeira partida em casa pela Concachampions, o Los Angeles FC homenageou Kobe e Gianna Bryant. O clube californiano ergueu um enorme bandeirão com o rosto de pai e filha, enquanto um mosaico apresentava os números 8 e 24, que consagraram a carreira de Kobe no Los Angeles Lakers. E até parece que o tributo rendeu uma dose extra de inspiração ao LAFC, que conquistou uma virada difícil contra o León. Os mexicanos haviam vencido a partida de ida por 2 a 0 e, no reencontro, os aurinegros deram o troco com a vitória de 3 a 0, concluída por um golaço do uruguaio Diego Rossi. Assim, avançam às quartas de final do torneio continental.

Após a homenagem a Kobe e Gigi, a reação do LAFC começou durante o primeiro tempo, com Carlos Vela. Aos 27 minutos, o mexicano escorou o cruzamento da esquerda e o goleiro Rodolfo Cota aceitou. O arqueiro do León até garantia a sobrevida de seu time, com boas intervenções. No entanto, a casa caiu depois dos 30 do segundo tempo. Vela anotou mais um, no que garantia ao menos a prorrogação aos americanos. Já aos 34, aconteceu a obra de arte de Diego Rossi. O uruguaio recebeu na ponta esquerda, pedalou pra cima da marcação e bateu por baixo da bola, mesmo com pouco ângulo, encobrindo Cota. Golaço.

Esta foi a primeira vez na história da Concachampions que um time mexicano, após abrir dois gols de vantagem no jogo de ida, terminou eliminado na volta. E não foi a única surpresa. Atual campeão da MLS, o Seattle Sounders sucumbiu ao Olimpia, de Honduras. Após o empate por 2 a 2 em San Pedro Sula, o placar se repetiu no Century Link Field.

Elvin Oliva abriu o placar aos hondurenhos com quatro minutos, antes que os Sounders virassem com ajuda do brasileiro João Paulo, ex-Botafogo. Ele deu a assistência para Cristian Roldán empatar e fez o segundo. Porém, aos 41 do segundo tempo, Carlos Pineda empatou e forçou os pênaltis. Na marca da cal, o Olimpia foi mais competente e ganhou por 4 a 2. Foi a primeira vez que um clube centro-americano ganhou uma disputa de pênaltis na competição.

Nas quartas de final, o Olimpia é o único time que não vem da Liga MX ou da MLS. Os hondurenhos pegarão o Montreal Impact, que representa o Canadá. O Los Angeles FC mede forças com outro mexicano, o Cruz Azul. New York City x Tigres e América x Atlanta United completam o chaveamento. As partidas acontecerão neste mês de março, antes da Data Fifa.