O Leicester não teve sucesso em sua defesa de título na Premier League. Ainda assim, as Raposas continuam sendo o melhor clube da Inglaterra em um aspecto: a jardinagem. John Ledwidge, o homem responsável por cuidar do gramado do Estádio King Power, já ganhou prêmios por seu trabalho. Alguns, inclusive, atribuem certas vitórias na campanha histórica aos desenhos psicodélicos no campo. Explico: eles teriam influenciado a arbitragem na marcação de impedimentos, sem conferir o posicionamento baseados nas listras convencionais. Verdade ou não, fato é que poucos estádios são mais bonitos pela tela da TV do que a casa do Leicester.

Agora, às vésperas do final da temporada, Ledwidge promete a sua obra-prima – mais até que as flores de papoula, no Dia da Lembrança, ou as estrelas pós-título. A imprensa local trouxe uma prévia do que pintará no círculo central. O funcionário recriou com o enorme perfeição o escudo do Leicester, com a raposa e todos os seus mínimos detalhes. Atrativo para os dois últimos jogos em casa, contra Tottenham e Bournemouth, nos dias 18 e 21 de maio. Compete com o jardineiro do Mangueirão pelo título mundial da modalidade.