O Leicester City concentra suas últimas forças para manter sua vaga na zona de classificação à Champions League. O time de Brendan Rodgers perdeu o embalo visto no primeiro turno fantástico e oscila muito mais desde a virada do ano. A paralisação da Premier League não significou a recuperação das Raposas, que, mesmo tropeçando com frequência, tentam sustentar sua posição no G-4. Faltando mais duas rodadas para o final do campeonato, o Leicester ainda depende apenas de si. Nesta quinta-feira, o time conquistou uma vitória essencial ao bater o Sheffield United por 2 a 0, dentro do Estádio King Power.

Este foi o sétimo jogo do Leicester no retorno da Premier League. Apenas a segunda vitória, com três empates também neste período – mesmo encarando diversos adversários da metade inferior da tabela. A vantagem na zona de classificação à Champions, que chegou a 14 pontos no início de dezembro, tem se preservado apenas no saldo de gols. Mas se preserva, e seria vital derrotar o Sheffield United, um dos concorrentes que poderiam ultrapassar as Raposas nesta reta final.

A partida começou aberta, com boas chances para ambos os times, até que o Leicester tomasse as rédeas. O goleiro Dean Henderson salvou com o pé um arremate de Jamie Vardy, antes de realizar mais duas boas defesas em sequência, diante de Ayoze Pérez e Youri Tielemans. O arqueiro só acabaria vencido aos 29 minutos, num lance em que as Raposas rodaram bem a bola pelo campo de ataque. Ayoze Pérez recebeu dentro da área e a marcação apenas o cercou. Assim, o atacante mandou o tiro no canto e correu para o abraço.

Com a queda de rendimento no primeiro tempo, o Sheffield United voltou com três alterações para a segunda etapa. Mas ainda era o Leicester quem parecia mais propenso a ampliar e, aos seis minutos, Vardy acertou uma pancada na trave, após uma de suas características arrancadas. Henderson voltaria a se agigantar, com outras intervenções decisivas contra Harvey Barnes e Vardy, num momento em que as Raposas tinham mais espaço para acelerar. As Blades não se ajudavam na frente e, quando Kasper Schmeichel foi testado, seria para evitar um gol contra de Wes Morgan, que também bloquearia o rebote logo na sequência.

O Leicester merecia bem mais o resultado e, depois de mais uma defesa de Henderson, o gol que definiu o placar saiu aos 34. Num contragolpe puxado por Vardy, o artilheiro inverteu e Demarai Gray chutou cruzado, garantindo o alívio de sua equipe. Vardy, aliás, saiu como o melhor em campo. O artilheiro não conseguiu balançar as redes, mas realizou grande papel na armação e deu passes açucarados para os seus companheiros martelarem a meta adversária. A assistência a Gray representa isso.

O Leicester chega aos 62 pontos com a vitória, ainda na quarta colocação. Permanece no encalço do Chelsea e tenta se distanciar do Manchester United. Com o desenrolar da rodada, os dois são os únicos concorrentes da Raposa pelo G-4. Só que a sequência não promete ser simples ao time de Brendan Rodgers: visitam o Tottenham em Londres, antes da decisão diante dos Red Devils no Estádio King Power durante a rodada final. O Sheffield United aparece na oitava colocação, com 54 pontos. Não tem mais chances de alcançar a Champions, mas a Liga Europa ainda é um objetivo possível – especialmente se, a depender do campeão da FA Cup, a sétima posição da liga também garantir uma vaga na competição continental.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore