Os torcedores que aguardavam uma nova atuação imponente do Leicester nesta quarta-feira se decepcionaram. As Raposas receberam o lanterna Watford no Estádio King Power e estiveram distantes de exibir seu melhor futebol. Ainda assim, não foi a noite morna que interrompeu a ótima sequência do time de Brendan Rodgers. Com um gol de pênalti e outro no último minuto, o LCFC derrotou os visitantes por 2 a 0 e emendou a sétima vitória consecutiva na Premier League. A fase impressionante preserva a vice-liderança, distante do Liverpool, mas suficiente para fazer o Manchester City comer poeira.

Durante o primeiro tempo, o Leicester teve amplo domínio do jogo, mas poucas chances de converter isso em gols. As oportunidades eram escassas. Ayoze Pérez desperdiçou a melhor delas, ao bater para fora ao aparecer totalmente livre na área, aos dois minutos. Além disso, foram mais dois lances travados de Harvey Barnes. As Raposas não mostravam o seu futebol fluido e precisariam se empenhar ao segundo tempo.

O Leicester voltou do intervalo pressionando e anotou o primeiro gol aos oito minutos. Decisão questionável do árbitro, ao anotar um pênalti pouco convincente sobre Jonny Evans. Na cobrança, Jamie Vardy não quis nem saber da controvérsia e mandou para dentro. Artilheiro da Premier League, o centroavante chega ao 14° tento em 15 rodadas. São sete partidas consecutivas balançando as redes, com nove tentos e duas assistências no período. Além do mais, o ídolo chegou ao seu 50° gol no Estádio King Power pelo Campeonato Inglês, marca atingida depois de 96 jogos.

O gol tranquilizou a partida ao Leicester, mas não significou uma boa apresentação dos comandados de Brendan Rodgers. As Raposas seguiam martelando, mas com dificuldades para romper a marcação do Watford. Assim, depois de alguns minutos de sufoco, o ritmo do duelo voltou a cair. A vitória estava nas mãos dos anfitriões, o que não impediu a torcida de prender a respiração nos acréscimos, em chute de Domingos Quina que Kasper Schmeichel pegou. O alívio só seria completo no ataque seguinte, já no último minuto da partida. James Maddison concluiu contra-ataque e deu números finais ao triunfo.

As sete vitórias consecutivas igualam o recorde do Leicester na primeira divisão do Campeonato Inglês. Tal sequência só havia sido registrada pelo clube entre dezembro de 1962 e março de 1963, quando os famosos ‘Reis do Gelo’ chegaram a sonhar com o título nacional – em equipe estrelada por Gordon Banks. As Raposas chegam aos 35 pontos em 15 rodadas. Também superam os 32 pontos registrados a esta altura da campanha vitoriosa de 2015/16.

Diante da fase do Liverpool, parece difícil tirar a diferença de oito pontos em relação aos líderes. De qualquer maneira, não é isso que diminui uma campanha histórica do Leicester. Os vice-líderes somam três pontos de vantagem sobre o Manchester City, terceiro colocado, e já uma folga de 12 pontos em relação ao G-4. A classificação à Champions League, desde já, parece bastante palpável. O desafio ao time de Brendan Rodgers será mesmo sustentar um futebol tão vistoso, que se amplie além do bom começo de campeonato. O Leicester se torna um adversário mais visado por adversários menores, que passam a tratá-lo como um grande desafio.

Classificações Sofascore Resultados