Normalmente uma vitória do Real Madrid sobre o Levante no estádio Santiago Bernabéu não é motivo de destaque. Só que o mau desempenho do time merengue neste início de temporada faz com que seja. Principalmente pela forma como aconteceu. Em um estádio com muitos lugares vazios, o Real Madrid venceu por 3 a 2, depois de estar vencendo por 3 a 0 no intervalo. A vitória veio, não de forma tranquila como se imaginava.

Com um jogo com o PSG no meio da semana, o Real Madrid levou a campo um time levemente modificado. Sergio Ramos esteve em campo, mas está suspenso para o meio de semana. O time também tinha muitos desfalques por lesão: Marco Asensio, que está fora no mínimo até o início do próximo ano; Isco e Luka Modric, machucados; Gareth Bale, suspenso. Assim sendo, James Rodríguez foi titular, assim como o brasileiro Vinícius Júnior e Lucas Vázquez.

Aos 25 minutos do primeiro tempo, o Real Madrid trabalhou a bola no ataque, com paciência, e Dani Carvajal levantou no meio da área para a cabeçada certeira de Karim Benzema: 1 a 0. O segundo gol veio pouco depois. Aos 31, James Rodríguez tocou para Benzema, dentro da área, chutar parea marcar 2 a 0. Antes do fim do primeiro tempo, Vinícius Júnior caiu pela direita, fez o cruzamento rasteiro que encontrou Casemiro no meio da área. O volante só tocou de primeira tirando do goleiro para marcar 3 a 0.

O placar do intervalo sugeria uma vitória absolutamente tranquila no Santiago Bernabéu. Logo no início do segundo tempo, em uma jogada pela esquerda. Carlos Clerc fez o cruzamento rasteiro do lado esquerdo, a bola chegou a Borja Mayoral, que finalizou de pé esquerdo e marcou. Eram apenas quatro minutos do segundo tempo. O atacante tem contrato com o Real Madrid e está emprestado ao Levante. Até por isso, nem comemorou o gol, levantando os braços para o alto.

O Real Madrid seguia dominando o jogo, mas o jogo ficou preguiçoso. O Real Madrid tinha a posse de bola, mas perdia chances. Foram ao menos duas delas para marcar, desperdiçadas. Do outro lado, em uma cobrança de escanteio ensaiada aos 30 minutos, Gonzalo Melero completou um cruzamento na segunda trave e marcou o segundo: 3 a 2.

A situação, então, ficou tensa para os 15 minutos finais de jogo. O Real Madrid tentou ter um pouco mais a bola. Mesmo assim, foi preciso uma grande defesa do goleiro Thibaut Courtois, em uma cabeçada perigosa dentro da área. No final, Morales ainda teve a chance para empatar para o Levante, desperdiçada.

Eden Hazard voltou ao time, depois de se lesionar. Entrou no lugar de Casemiro, aos 15 minutos do segundo tempo. Só que o belga pouco conseguiu fazer em campo. Entraram também Éder Militão, que deve jogar contra o PSG, no lugar de Sérgio Ramos e Luka Jovic no lugar de Benzema. Nenhum deles se destacou.

Com o apito final, a vitória do Real Madrid foi garantida. Não sem sofrimento, nem sem preocupação. A fragilidade que o time demonstra não é apenas técnica, ou tática: é também mental. O time sofre quando sente dificuldades e não parece estar armado para sair de problemas dentro dos jogos. O que é algo que precisa ser resolvido de forma urgente para um time que sempre almeja todos os títulos.