Impressiona a segurança da Juventus neste início de temporada. O time de Massimiliano Allegri se mostra muito bem encaixado e acumula vitórias em todas as competições. Neste sábado, veio a oitava em oito jogos na Serie A, reiterando a liderança da liga. Tudo bem que a Udinese não era grande desafio, mesmo que atuasse diante de sua torcida no Estádio Friuli. Não foram páreos à força da Velha Senhora, que venceu por 2 a 0 e contou mais uma vez com o poder de definição de Cristiano Ronaldo, engrenando na Itália, apesar das turbulências pessoais diante da acusação de estupro. Conseguindo concentrar-se na bola, o camisa 7 assinalou mais um tento por sua equipe.

Pressionando e forçando a meta de Simone Scuffet, a Juve abriu o placar aos 33 minutos. Ataque rápido em que João Cancelo recebeu na direita e cruzou para Rodrigo Bentancur cabecear, se projetando dentro da área. Scuffet operou um milagre para evitar o segundo, de Mario Mandzukic, mas já aos 37 os bianconeri ampliaram. Chute potente de Cristiano Ronaldo, sem qualquer chance de defesa, acumulando quatro gols e quatro assistências em oito partidas. Pouco antes do intervalo, a Udinese acertaria uma bola na trave, e voltaria com uma boa chance no início da segunda etapa, vendo Alex Sandro salvar em cima da linha. De qualquer maneira, se o placar não foi maior, é por conta de Scuffet. O goleiro acumularia mais algumas boas intervenções, negando o terceiro tento aos juventinos.

Com a vitória, a Juventus chega aos 24 pontos, já nove de vantagem sobre o segundo colocado, aguardando o Napoli entrar em campo. Se a disputa da última edição da Serie A indicava algum equilíbrio, a ótima forma da Velha Senhora mostra que este pode ser o título mais esmagador dos últimos anos. Desde 2005/06 que os bianconeri não venciam seus oito primeiros compromissos pelo Italiano. Acima de qualquer individualidade, o conjunto funciona e conquista os resultados com tranquilidade, algo valiosíssimo na competição de pontos corridos.