Santi Cazorla merece muito respeito por sua trajetória no futebol. O meio-campista correu o risco de sofrer uma amputação, diante da série de lesões que não tiveram o cuidado devido dos médicos quando estava na Inglaterra. Voltar a jogar já representava um milagre ao veterano. No entanto, o persistência do craque o leva a mais. Às vésperas de completar 35 anos, ele também experimenta seu renascimento completo no Villarreal. Cazorla é um dos melhores jogadores neste início do Campeonato Espanhol. Nenhum outro atleta tem sido mais produtivo ofensivamente que o armador, com quatro gols e três assistências. Nesta sexta, ele brilhou de novo e comandou a goleada por 5 a 1 sobre o Betis no Estádio de La Cerámica.

Cazorla já tinha feito uma boa temporada em 2018/19, em seu retorno ao Villarreal. Sentindo-se em casa, no clube onde sua carreira decolou e que ofereceu todo o apoio durante sua recuperação, o meia protagonizou a campanha modesta do Submarino Amarelo no Espanhol. Foram quatro gols e dez assistências por La Liga, que ao menos ajudaram o time a se manter na primeira divisão. Mais importante, o veterano disputou 30 jogos como titular e superou 2,6 mil minutos em campo. Mostrou que estava saudável para atuar em alto nível e até voltou à seleção espanhola. Melhorar seu desempenho seria o passo seguinte. E exatamente é o que se vê nesse início de competição.

Durante a primeira rodada, Cazorla contribuiu com um gol e uma assistência no emocionante empate por 4 a 4 contra o Granada. Passaria em branco nos tropeços contra Levante e Real Madrid, até orquestrar o Villarreal na sequência recente. O meia deu assistência na vitória sobre o Leganés e marcou seu gol em novo triunfo contra o Valladolid. Já contra o Barcelona, apesar do revés, balançou as redes pela terceira vez (num chutaço de fora da área) e saiu como o melhor em campo de sua equipe. Até a goleada desta sexta.

Karl Toko Ekambi abriu o placar com assistência de Cazorla. O meia cobrou escanteio e viu o centroavante completar de cabeça. O Betis até empatou no início do segundo tempo, em tirambaço de Emerson. Entretanto, o Villarreal construiu a goleada a partir dos 23 minutos. Cazorla fez o segundo cobrando pênalti. O terceiro veio em contragolpe de Ekambi, aos 31. Já nos acréscimos, o Submarino Amarelo matou a partida com mais dois tentos, ambos em ataques rápidos. Gerard Moreno e Samuel Chukwueze deixaram as suas marcas.

Com o resultado, o Villarreal abre a sétima rodada na quinta colocação. O time chega a 11 pontos, três a menos que o líder Real Madrid. Além disso, o Submarino Amarelo tem o melhor ataque de La Liga. São 18 tentos, quatro a mais que o Barcelona, segundo no quesito. Cazorla possui grande responsabilidade nisso, vice-artilheiro e líder em assistências. Aos 35 anos, o meia segue com contrato até o fim de 2020. E, depois de todo o seu calvário, dá a impressão que continua com boas temporadas pela frente.

Classificações Sofascore Resultados