Paco Alcácer chegou ao Borussia Dortmund em meio a muitas dúvidas. Depois de pouco atuar no Barcelona, e longe de satisfazer em suas parcas aparições, o centroavante desembarcou no Signal Iduna Park por empréstimo. Um negócio sem muitos riscos aos aurinegros, ao custo de €2 milhões, e que sanava uma clara necessidade do elenco no ataque às vésperas do fechamento da janela de transferências. O espanhol, porém, precisou de pouquíssimo tempo para se provar na Alemanha. Não é exagero dizer que ele atravessa a melhor fase da carreira, superior até mesmo aos tempos de Valencia. Algo recompensado nesta sexta-feira. Os líderes da Bundesliga já acionaram a opção de compra e asseguraram a permanência do camisa 9 por mais €21 milhões. Os bônus podem render ainda mais €5 milhões ao Barça, que investira €30 milhões na compra do atleta, em 2016.

Os números de Alcácer beiram o absurdo. Ele disputou apenas dois jogos como titular na Bundesliga, apenas um deles permanecendo mais de 45 minutos em campo. Ainda assim, acumula oito gols na liga. O aproveitamento do centroavante diante das redes é espantoso, convertendo 40% dos 20 chutes que desferiu na competição até o momento. Em média, o camisa 9 assinalou um tento a cada 44 minutos. E muitas das vitórias dos aurinegros foram conquistadas graças a seu poder de fogo, com menção honrosa às viradas insanas contra Bayer Leverkusen e Augsburg, além do clássico ante o Bayern de Munique. Pela Liga dos Campeões, ele ainda anotou mais um gol em duas aparições.

A intenção do Dortmund, mais do que assegurar a continuidade de Alcácer e afastar outros interessados em sua contratação, era transmitir sua satisfação e o seu comprometimento ao artilheiro. Obviamente, se torna bem difícil manter tamanha eficiência na sequência da temporada. Mas mesmo se os números piorarem, o espanhol já comprovou sua capacidade para levar os aurinegros ao título da Bundesliga. E possui uma motivação a mais para se esforçar em campo, diante da prova de confiança oferecida pela diretoria.

“Informamos ao Barcelona que iríamos acionar a cláusula de compra. Paco está de corpo e alma conosco, se integrou rapidamente e se tornou parte importante de nosso elenco. Ele é um real artilheiro, de alto nível, e já decidiu jogos fundamentais. Esperamos mais gols e assistências nos próximos anos”, declarou o diretor esportivo, Michael Zorc. Alcácer referendou a posição: “Estou muito feliz em Dortmund, o BVB é um time maravilhoso. Foi a decisão correta para minha carreira. Farei o máximo para agradecer a confiança”.

Aos 25 anos, Alcácer ficaria emprestado até o final da temporada. A contratação definitiva assegura seu vínculo com o Borussia Dortmund até 2023. Com os €23 milhões totalizados na negociação, o centroavante se torna a sexta compra mais cara feita pelos aurinegros em sua história, superando o valor de outros companheiros do atual elenco, como Axel Witsel e Manuel Akanji.