O Betis conseguiu fazer um grande jogo diante de um dos maiores times do país, o Real Madrid, mas acabou derrotado. Jogando fora de casa, os merengues abriram o placar, mas viram o Betis arrancar a virada ainda no primeiro tempo para 2 a 1, com grande atuação de Joaquín. No segundo tempo, porém, Asensio, que já jogava bem, voltou a aparecer de modo decisivo, assim como Sergio Ramos e Cristiano Ronaldo, e o jogo acabou 5 a 3 para o Real Madrid.

LEIA TAMBÉM: Atlético de Madrid demora um pouco, mas consegue superar Bilbao

Depois da vitória contra o PSG pela Champions League, Zinedine Zidane decidiu mandar a campo um time com a mesma formação que terminou a partida contra os franceses. O 4-4-2 teve Lucas Vázquez pela direita, Marco Asensio pela esquerda e Casemiro e Mateo Kovacic pelo meio. Toni Kroos, machucado, ficou fora da partida e Luka Modric começou no banco.

O time teve alterações na defesa também. Dani Carvajal, suspenso na Champions, voltou ao time na lateral direita. Nacho, que jogou nessa posição no meio da semana, foi para o centro da zaga ao lado de Sergio Ramos, com Varane indo para o banco. Entre as mudanças mais significativas foi também a troca no ataque. Karim Benzema, em má fase, ficou no banco e Gareth Bale começou ao lado de Cristiano Ronaldo no ataque.

Aos 11 minutos, depois de um cruzamento da esquerda, Lucas Vázquez recebeu pela direita, já dentro da área, e rolou para Cristiano Ronaldo chutar. O goleiro defendeu, mas no rebote Asensio tocou de cabeça, no meio da área, e mandou para as redes.

O Betis conseguiu um lance perigoso aos 26 minutos. O experiente Joaquín cobrou falta e obrigou o goleiro Navas a fazer uma boa defesa. Foi o mais perigoso do time verde e branco até ali. O Real Madrid teve uma má notícia logo depois, aos 29. Marcelo sentiu uma lesão na coxa e foi substituído por Theo Hernández.

Seria outra bola parada que causaria problemas ao Real Madrid e que o Betis aproveitaria. Em um escanteio, aos 33 minutos, Joaquín cobrou, Mendi cabeceou no meio da área e empatou o jogo. Um prêmio ao futebol que o Betis vinha jogando, atacando o Real Madrid. E o time da casa aproveitaria o embalo para seguir atacando.

Poucos minutos depois de empatar o jogo, o Betis teve uma nova chance em um ataque rápido pelo meio. Joaquín recebeu a bola livre pelo meio, pegando a defesa do Real Madrid desarrumada. Abriu no lado esquerdo para Júnior Firpo chutar. A bola ainda desviou em Nacho e entrou. A arbitragem marcou gol contra do madridista. O 2 a 1 foi o placar do grande primeiro tempo do Betis.

No início do segundo tempo, o Real Madrid conseguiu empatar o jogo em uma partida muito, muito difícil. Sergio Ramos, um jogador que tantas vezes aparece em jogos decisivos, mais uma vez surgiu para marcar 2 a 2 aos seis. Um empate crucial diante de um time que fazia um grande jogo em casa.

Aí veio a jogada de Carvajal, aos 13 minutos. O lateral passou por quatro jogadores pela direita, fazendo algo que é muito mais comum do lado esquerdo, com Marcelo, do que com o camisa 2 do Real Madrid. Mas ele fez uma jogada sensacional e rolou no meio da área para Asensio tocar no campo e virar o jogo para o Real Madrid: 3 a 2.

Depois disso, o Real Madrid conseguiu exercer a sua força. Eram 20 minutos quando Casemiro pegou um rebote e, com a defesa do Betis em linha, deu um passe por cima para Cristiano Ronaldo. O camisa 7 fez o drible no marcador e chutou forte para marcar mais um: 4 a 2.

O Betis tentava se reencontrar no jogo. Guardado tentou um gol do meio-campo, aproveitando que Navas estava adiantado, mas não acertou o gol. O Real Madrid fez uma mudança logo depois, com a entrada de Isco no lugar de Bale.

Ainda tentando retornar ao jogo, o Betis conseguiu diminuir o placar aos 39 minutos. Junior Firpo fez um cruzamento venenoso, com curvam por baixo, e Sergio León aproveitou na segunda trave, sem marcação, para completar para o gol: 4 a 3 e alguma esperança aos torcedores. Ao menos haveria uma chance nos últimos minutos.

O golpe final do jogo veio já nos acréscimos. Em um passe errado, Benzema tocou para Lucas Vázquez e o atacante devolveu para o companheiro. O camisa 9 chutou bem, de primeira, e marcou: 5 a 3, fechando o jogo. Benzema, que entrara pouco antes e parecia que só teria uns poucos minutos em campo, ainda saiu com um gol. A última vez que o jogador tinha balançado as redes tinha sido no jogo contra o Leganés, pela Copa do Rei, no dia 24 de janeiro – em um jogo que o Real Madrid foi eliminado. Pela liga, o último gol tinha sido no dia 25 de novembro, contra o Málaga.

Para Zidane, mais uma vitória importante pela liga. No meio da semana, o time volta a campo para um jogo atrasado que tem contra o próprio Leganés. Se vencer, o time assume a terceira posição na tabela, deixando o Valencia para trás. O Betis está no meio da tabela, em nono lugar.