A torcida da Lazio parecia viver uma noite de deleite. O fracasso da Roma contra o Cagliari fazia a alegria dos biancocelesti. No entanto, o time também precisaria fazer sua parte no sábado e tinha um compromisso difícil no Estádio Olímpico, ao receber a Sampdoria. Pois a decepção também se espalhou entre os laziali. Os anfitriões iam arrancando uma virada heroica sobre os visitantes, com direito a gol nos acréscimos do segundo tempo. Mas não tão cedo. Com um a menos, os blucerchiati arrancaram o empate por 2 a 2, justamente no último lance. Obra espetacular de Riccardo Saponara, em acrobacia que lembrou os melhores tempos de Zlatan Ibrahimovic – e com uma dose cavalar de petulância por todas as circunstâncias.

A Samp abriu o placar aos 21 minutos, em cruzamento na medida para o interminável Fabio Quagliarella, passando livre no segundo pau. A Lazio só empatou aos 34 do segundo tempo, a partir de uma cobrança de escanteio. Marco Parolo desviou de letra no primeiro pau e Francesco Acerbi completou na pequena área. E quando os genoveses já estavam com um a menos, depois que Bartosz Bereszynski recebeu o segundo amarelo, Ciro Immobile virou. A arbitragem assinalou um pênalti discutível por toque no braço, que o centroavante converteu aos 50.

Como a expulsão e a marcação do penal com consulta ao vídeo aconteceram nos acréscimos, gerando tumulto, a arbitragem decidiu ampliar o tempo extra. De cinco minutos adicionais, aumentou para nove. E justamente nos 15 segundos finais é que a Samp empatou. Após lançamento da defesa, Dawid Kownacki desviou de cabeça e Saponara recebeu livre na área. Quando qualquer um ia fechar os olhos para encher o pé, o meia foi ousado o suficiente e virou de costas ao gol, acertando um coice na bola. Golpe de artes marciais que pegou o goleiro Thomas Strakosha desprevenido e o encobriu. Gol magnífico, por toda a plasticidade, por toda a coragem e por toda a importância. Candidatíssimo a ser eleito como o mais bonito da temporada.

A Lazio estaciona na quinta colocação, com 25 pontos, e pode ver o Milan abrir distância no G-4. Além disso, perde a chance de ir além dos quatro pontos de vantagem sobre a Roma, logo abaixo na classificação. A Sampdoria, por sua vez, é a nona na tabela. Soma 20 pontos, a um da zona de classificação à Liga Europa, mas pode perder posições até o fim da rodada. Saponara, ao menos, conferiu uma dose de êxtase aos blucerchiati.