Que Fred é um grande artilheiro não há nenhuma dúvida. Ele foi contratado para fazer gols no Atlético Mineiro, sabendo do risco de perder Lucas Pratto. O argentino acabou não saindo na janela do meio do ano passado e nem na de janeiro deste ano, mas o Galo sabia que podia abrir mão do centroavante, vendendo por um bom dinheiro, porque tinha no elenco o artilheiro do Brasileirão e um marcador de gols de qualidade. Fred não decepciona e neste sábado mais uma vez mostrou um pouco do seu repertório. O terceiro gol da vitória por 3 a 2 sobre o Democrata foi uma pintura.

LEIA TAMBÉM: A origem de 8 expressões famosas usadas no futebol

Fred já tinha marcado o primeiro gol na etapa inicial do jogo. Com o gol no segundo tempo, que acabou sendo decisivo para a vitória, Fred lidera com folga a artilharia do Campeonato Mineiro. São sete gols em cinco jogos. Na temporada, são oito gols em seis jogos. O artilheiro do Campeonato Brasileiro 2016, com 14 gols, parece estar ainda mais afiado para este ano. Com companheiros como Robinho, Otero Cazares e também Rafael Moura, o Galo tem um ataque muito forte para a disputa da Libertadores e do Brasileiro, que começa em maio.

Sem Pratto, surgiu espaço para outro atacante começar a jogar mais: Rafael Moura. O centroavante é um torcedor do Galo e sempre sonhou em jogar pela equipe. Veste a camisa 13, que era de Carlos em 2016. Já deixou sua marca e fez mais um gol contra o Democrata, o segundo da equipe.

“Não só ajudando a equipe, mas sou um torcedor dentro do campo. Já falei, então, eu sofro. Meus companheiros também, mas eu sofro mais ainda por ser meu time e quero que ele sempre vença. Hoje, a equipe teve um poder de reação depois do empate para correr atrás e conseguir os três pontos”, comentou Rafael Moura.

“Não gosto só do eu no futebol. O coletivo, a ajuda dos companheiros foi importante. Claro que você ganha pontos com a comissão técnica com o gol e a assistência, mas o mais importante é a vitória do grupo”, disse Rafael Moura.

O Atlético Mineiro completa cinco vitórias em cinco jogos no Campeonato Mineiro. Aproveitamento de 100% e ótimo desempenho em campo, algo que o técnico Roger Machado comemora. “O resultado foi excepcional. Em boa parte do jogo, conseguimos nos adaptar a um gramado que não permite a você conseguir trocar passes, aí fica um jogo muito de primeira e segunda bola. Mas, depois que fizemos o 3 a 1, começamos a segurar e perder a bola demasiadamente no movimento de meio-campo e permitimos a roubada que acabou gerando o segundo gol, no momento em que a partida já estava controlada”, disse o treinador. “De modo geral foi muito bom porque a gente entendeu o que o  jogo pedia, tinha que ser um jogo de imposição física, intensidade”, declarou ainda Roger Machado.

Veja os gols: