O Arsenal não tinha um compromisso fácil neste domingo. Os Gunners visitavam o Southampton em St. Mary’s, tentando manter a boa fase recente, mas cientes dos desafios que os anfitriões imporiam. E, ao final, o sentimento é de alívio ao time de Arsène Wenger. Abaixo de outras apresentações nas últimas semanas, os londrinos não conseguiram ser tão agressivos. Pior, ficaram em desvantagem no placar durante a maior parte do jogo. O gol de Olivier Giroud aos 43 do segundo tempo, decretando o empate por 1 a 1, ao menos evitou um prejuízo maior. Mas não ajuda tanto assim na luta pelas primeiras colocações.

Mesmo com o time praticamente completo, o Arsenal não conseguiu domar o Southampton nos primeiros minutos. Aos três, os donos da casa já estava em vantagem. Grande jogada de Dusan Tadic, para Charlie Austin finalizar com categoria na saída de Petr Cech. E por pouco o atacante não ampliou pouco depois, parando no goleiro. Ao longo do primeiro tempo, ter mais posse de bola significava pouco aos Gunners. O time não apresentava o melhor ritmo para abrir a defesa adversária e pouco exigiu de Fraser Forster. Além disso, os contra-ataques dos Saints incomodavam.

No início do segundo tempo, o Southampton voltou a assustar. Foram mais alguns arremates, incluindo uma bola na trave de Oriol Romeu. Ao Arsenal, restava partir ao tudo ou nada. Wenger foi gastando suas alterações para dar novo impulso ao ataque, com Danny Welbeck no lugar de Per Mertesacker e Olivier Giroud substituindo Alexandre Lacazette. E o centroavante ofereceu uma presença de área importante à equipe, que passou a investir mais nas bolas aéreas. Forster fez boas intervenções, mas não conseguiu parar a cabeçada de Giroud. Pela maneira como seguraram os visitantes, os Saints mereciam sorte melhor.

Apesar de perder a titularidade para Lacazette, Giroud segue como um jogador importante ao Arsenal. Sofre menos com as críticas pelas chances desperdiçadas e demonstra seu valor saindo do banco de reservas. São quatro gols anotados na Premier League, sempre como substituto, e salvando pontos à equipe de Arsène Wenger. Além disso, o camisa 12 é uma das lideranças dos Gunners em sua campanha na Liga Europa.

O empate tirou a chance do Arsenal encostar no Chelsea, além de permitir a aproximação do Tottenham. Os Gunners ocupam a quinta colocação na Premier League, com 29 pontos. Já o Southampton permanecem no meio da tabela, em décimo. São 18 pontos, com uma vitória nas últimas sete rodadas.