O Campeonato Espanhol já não tem grandes interesses ao que acontece no topo da tabela. O Barcelona é campeão, o Atlético de Madrid praticamente se confirmou como vice e o Real Madrid não pode ser alcançado em terceiro. Por outro lado, os outros cantos da tabela pegam fogo. E a disputa mais interessante circunda a quarta colocação, que também vale uma vaga na Liga dos Campeões. O Getafe deu um passo à frente em busca da classificação inédita. No entanto, o Valencia se recuperou e promete ficar no encalço.

A grande decepção da rodada foi o Sevilla. Também na corrida, os rojiblancos tomaram uma paulada em casa na sexta-feira. Perderam para o Leganés por 3 a 0. Youssef En-Nesyri, Martin Braithwaite e Óscar Rodríguez anotaram os gols no pesadelo andaluz, com os Pepineros aproveitando bastante as cobranças de lateral rumo à área. E a equipe sevillista, que estacionou com 55 pontos, permitiu ao Getafe se distanciar.

Neste domingo, a torcida vibrou com o resultado no Coliseu Alfonso Pérez. O Getafe derrotou o Girona por 2 a 0 e chegou aos 58 pontos. O artilheiro Jorge Molina abriu o placar para os Azulones e, depois que os catalães ficaram com um a menos, Ángel Rodríguez fechou o placar num lindo lance individual. Mais uma vez, prevaleceu o bom trabalho defensivo realizado pela equipe de José Bordalás, enquanto o ataque criou oportunidades para fazer até mais. O clube da capital só depende de si para ir à Champions, e com uma vantagem cômoda.

O Valencia é quem mais tenta buscar o prejuízo, também com 55 pontos. Os Ches perderam seus dois últimos jogos, mas cumpriram a missão no fechamento da rodada. Visitando o Huesca, o time de Marcelino García Toral goleou por 6 a 2, aproveitando a velocidade de seu ataque. Mesmo com a Liga Europa no horizonte, o treinador escalou boa parte de seus titulares. E o destaque ficou para Santi Mina, autor de dois gols e duas assistências. Rodrigo Moreno também anotou dois, enquanto Daniel Wass e Xabier Etxeita (contra) complementaram o chocolate. Detalhe é que os cinco primeiros gols saíram em apenas 40 minutos de jogo. Os valencianos tiraram o pé do acelerador durante o segundo tempo e só no final é que os anfitriões anotaram seus tentos, com Gonzalo Melero e Álex Gallar.

Na reta final, o Getafe pega um desinteressado Barcelona, antes de encarar o Villarreal com a corda no pescoço. O Valencia deve ter mais trabalho contra Alavés e Valladolid, ambos empenhados no desfecho da campanha. Já o Sevilla encerra sua participação contra o acomodado Atlético de Madrid e contra o Athletic Bilbao, que tenta aproveitar as sobras rumo à Liga Europa. Além do mais, vale lembrar que La Liga considera o confronto direto como principal critério de desempate. O Getafe, além de possuir três pontos a mais na tabela, leva vantagem contra o Sevilla.

Por fim, na rabeira, Huesca e Rayo Vallecano são os primeiros rebaixados do campeonato. A terceira vaga atualmente está com o Girona, mas a briga deve se desenrolar nas duas últimas rodadas. O Valladolid saiu do Z-3 e está um ponto acima dos catalães. Os violetas conquistaram uma vitória fundamental neste domingo, batendo o Athletic por 1 a 0, pintura de Waldo Rubio.