Se dentro de campo tudo vai relativamente bem na nova casa do Monterrey, já que o time está invicto, tendo vencido cinco e empatado seis dos seus 11 jogos no Estádio Bancomer BBVA, fora das quatro linhas o clube tem um problema peculiar com o qual lidar: a praga de ratos que assola as arquibancadas da arena.

VEJA TAMBÉM: Comemoração do título do Boca teve até bateria da torcida nos vestiários e tomou as ruas do país

Depois do último jogo disputado pelos Rayados em Monterrey, contra o Tijuana, no último dia 24, imagens de ratos nas arquibancadas do novo estádio têm circulados pelas redes sociais. Apesar de ter ganhado maior repercussão apenas após esta rodada contra os Xolos, o problema tem preocupado há algum tempo a diretoria do clube, que decidiu contratar uma empresa de controle de pragas para resolver a situação.

Segundo o site mexicano Medio Tiempo, o problema com os roedores não é novidade para a região em que está localizado o estádio. De acordo com o veículo, em 2012, quando as obras de construção da nova casa dos Rayados começaram, uma praga de ratos infestou o Parque La Pastora, que fica ao lado do estádio.

O problema nunca foi inteiramente resolvido, e, durante os trabalhos para a construção do Estádio BBVA Bancomer, ratos podiam ser vistos no local. Agora, a equipe da empresa de controle de pragas, que não divulgou nenhuma informação à imprensa mexicana, trabalha duro, com longas jornadas, para resolver o quanto antes a situação.

Dentre a série de problemas que estádios novos podem apresentar em seus primeiros jogos, este deve ser dos mais peculiares já vistos. Vai ver a demora na resolução se explica pela invencibilidade na casa nova. O mais supersticioso dos torcedores pode muito bem estar atribuindo a fase boa à presença dos roedores.