USM Argel e MC Argel protagonizam a principal rivalidade da Argélia. O confronto possui quase 80 anos de história e marca o passado do país desde os tempos em que ainda era uma colônia francesa. Os dois clubes possuem suas origens na comunidade islâmica, embora tenham se contraposto durante a luta pela independência. A oposição aumentou a partir dos anos 1950 e segue lotando estádios ainda hoje, num confronto de torcidas inflamadas. E, na zoeira que é costumeira, os fanáticos pelo MC Argel deram um golpe de mestre: nesta segunda, o estádio do USM apareceu pintado com as cores dos rivais.

O USM Argel costuma mandar os seus principais jogos no Estádio 5 de Julho, o maior da capital, mas também é proprietário do Estádio Omar Hamadi. A cancha inaugurada em 1919 possui 17 mil lugares e suas arquibancadas carregam as cores dos anfitriões, o preto e o vermelho. Ou carregavam. Segundo as suspeitas, durante a madrugada torcedores do MC Argel teriam invadido o local e pintaram os espaços pretos com tinta verde, cor de sua agremiação, verderrubra. Uma provocação gigantesca, que gerou a fúria dos proprietários da praça esportiva.

Poucas horas depois, o USM Argel já mobilizou os seus funcionários para pintar as tribunas novamente com o preto de seu escudo. Além disso, a diretoria prometeu abrir uma investigação para averiguar o que realmente ocorreu e quem são os responsáveis pela zoeira. A rivalidade ganhou um causo para os seus anais – e com a corneta soando mais forte para o MC Argel a partir de agora. O primeiro clássico da temporada acontecerá em setembro.