A Atalanta é quem mais joga bola na Serie A neste momento e a Juventus sentiu isso na pele. Em casa, a líder teve muita dificuldade contra o time de Gian Piero Gasperini, que esteve em vantagem por duas vezes no placar e, na última, sofreu o empate já nos minutos finais. O 2 a 2 no placar foi fruto de um jogo bastante interessante, em que o time de Maurizio Sarri foi levado ao limite e não perdeu o jogo por muito pouco, com um pênalti marcado no final.

O empate impediu a décima vitória seguida da Atalanta na Serie A, o que seria algo notável. A Juventus consegue um empate que é crucial na campanha, porque resistiu ao time que joga o melhor futebol do país, ao mesmo tempo que manteve uma distância confortável tanto para a Lazio quanto para a própria Atalanta. Uma derrota teria feito a diferença cair para seis pontos, o que poderia fazer com que a Dea até sonhasse com o scudetto. Com nove pontos de vantagem e seis jogos restantes, essa é uma possibilidade muito remota. O sonho do scudetto pode ter terminado para a Atalanta, mas certamente a Dea merece todos os elogios pela partida e pela temporada que tem feito.

Mesmo fora de casa, a Atalanta começou com tudo a partida e conseguiu um gol antes dos 20 minutos de partida. Com posse de bola, trocando passes no campo adversário, a equipe visitante veio com tudo. Depois de desarmar no meio-campo, a Dea desceu rápido com Papu Gómez, que avançou, tocou para Zapata, recebeu de volta e deixou Zapata em ótima condição para dominar e finalizar, rápido e com força, vencendo o goleiro da Juventus: 1 a 0, aos 16 minutos.

Em um bom lance no fim do primeiro tempo, Cuadrado achou Dybala em ótima posição no ataque e o camisa 10, com alguma liberdade, cruzou para Cristiano Ronaldo. O português tocou de cabeça por cima do gol e perdeu a chance. Foi a grande chance da Juve na primeira etapa. Aliás, o fim do primeiro tempo foi bom para a Juventus, porque a Atalanta era quem parecia mesmo melhor em campo.

Em um lance aos nove minutos do primeiro tempo, Dybala tentou o cruzamento e a bola bateu no braço de De Roon. O árbitro apontou a marca da cal, apesar das reclamações dos jogadores e do técnico da Atalanta. Ronaldo cobrou com precisão e força, cruzado, e sequer deu chance de defesa para Pierluigi Gollini: 1 a 0 em Turim. Seu 31º gol na temporada pelo clube.

O gol de empate da Juventus saiu logo em um momento que a Atalanta estava bem no jogo. Com a igualdade no marcador, o jogo ficou mais aberto. Cristiano Ronaldo recebeu um ótimo lançamento, mas errou um pouco o domínio e na hora de finalizar, não conseguiu superar o goleiro Gollini, que já estava próximo.

A Atalanta também teve uma grande chance. Ruslan Malinovskyi, em um chute no meio da área, mandou para fora. A bola passou muito perto. A Juve ficou mais perto ainda de marcar o gol aos 32 minutos. Em uma jogada pela esquerda, Cristiano Ronaldo abriu espaço com a bola e finalizou de pé esquerdo, cruzado. Gollini fez uma grande defesa e impediu o gol.

Em uma sequência de erros de saída de bola, a Atalanta aproveitou. Betancur recuperou a bola em um ataque da adversária, mas errou. A bola foi para Muriel, que já tinha tentado um lance minutos antes. O camisa nove, na ponta esquerda, balançou o marcador, levantou a cabeça e tocou para Malinovskyi. O camisa 18 dominou a bola e soltou uma bomba de pé direito, no canto de Wojciech Szczesny, que nem viu a cor da bola: 2 a 1 para a Dea.

Em uma bola na área, aos 44 minutos, Higuaín tentou o passe e a bola bateu no braço aberto de Muriel. O árbitro não hesitou: apontou a marca do pênalti. A Atalanta mais lamentou do que reclamou, porque de fato o braço do atacante estava aberto dentro da área. Cristiano Ronaldo, mais uma vez, foi para a cobrança. E foi quase um replay: chute forte, rasteiro, no mesmo canto do anterior: 2 a 2 no placar.

Cristiano Ronaldo, da Juventus (Reprodução/Twitter)

O jogo ficou tenso nos instantes finais, com a Juventus sentindo que poderia tentar um gol salvador que garantisse a vitória e a Atalanta abalada por um instante. No final, o empate garantiu que a vantagem sobre a Lazio aumentasse para oito pontos e o nono scudetto consecutivo ficasse mais perto. A Atalanta, porém, deu uma demonstração forte da sua capacidade e deve ter sido assistida com atenção pelo PSG, adversário da equipe de Bergamo na Champions League.

A chance de um scudetto parece ter ficado para trás, mas não quer dizer que a Atalanta não possa ao menos ficar em segundo lugar. Com a queda livre da Lazio, o time de Gasperini está em alta, tem sido mais regular que a Internazionale de Antonio Conte e parece a candidata mais forte a terminar em segundo lugar na Serie A. Isso não é pouca coisa, ainda mais porque esta seria a melhor posição do clube em sua história. O que a Atalanta tem feito é impressionante não só pelos resultados, mas pelo futebol apresentado. Será interessante ver o que o time será capaz de fazer na Europa.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore