Foi uma goleada nada surpreendente do Bayern de Munique. Dentro de casa, contra o ameaçado Werder Bremen (e sem o artilheiro Claudio Pizarro), a vitória era o mínimo a se esperar dos bávaros. E ela aconteceu sem muito esforço. Após abrir vantagem no primeiro tempo, o time de Pep Guardiola ampliou a conta com dois gols no finalzinho. E, embora Thomas Müller e Thiago Alcântara tenham se sobressaído com dois gols cada, o destaque maior ficou com Kingsley Coman. O francês compensou a chance recebida no time titular e serviu três assistências, infernizando a zaga dos Papagaios pela ponta direita.

Trazido da Juventus sob certas desconfianças, Coman tem sido uma ótima opção do Bayern na temporada. E, na ausência de Douglas Costa e Arjen Robben, o garoto fez com que os bávaros não sentissem falta dos protagonistas. Foram três grandes lances na lateral do campo, entre os dribles que deixaram perdidos os marcadores e os cruzamentos perfeitos. O novato já acumula nove assistências na temporada, além de cinco gols.

Ainda assim, é preciso ressaltar o que fez Thiago Alcântara, distribuindo de maneira magistral o jogo no meio-campo, aparecendo na área para concluir e construindo o lance que quase resultou em uma pintura de Ribéry no terceiro gol; e também Thomas Müller, com o oportunismo e a precisão nos arremates de sempre. Por fim, outro a balançar as redes foi Robert Lewandowski, que saiu do banco e aproveitou um desleixo da zaga para aumentar seus números na artilharia da Bundesliga. Com a vitória, o Bayern abre momentaneamente oito pontos de vantagem para o Borussia Dortmund, que recebe o Mainz 05 no domingo. No entanto, 0s bávaros já pensam no desafio de quarta, contra a Juventus pela Liga dos Campeões.