Logo no início do segundo turno da Bundesliga, o Eintracht Frankfurt mostrou ao RB Leipzig que a vida dos líderes poderia se complicar. As Águias venceram o encontro na Commerzbank Arena e interromperam a invencibilidade do time de Julian Nagelsmann, que durava desde o final de outubro. Menos de duas semanas depois, no mesmo palco, o reencontro aconteceu nesta terça-feira pela Copa da Alemanha. E o Frankfurt se confirmou realmente como algoz: letal nos contragolpes, a equipe venceu o novo duelo por 3 a 1 e despachou os Touros Vermelhos logo nas oitavas de final da DFB Pokal.

Após empatar com o Borussia Mönchengladbach no final de semana e deixar o topo da Bundesliga para o Bayern de Munique, o RB Leipzig trouxe novidades em seu time titular nesta terça. Embora Timo Werner começasse no banco, Angeliño fez sua estreia na lateral. O time da Red Bull até partiu para cima durante os primeiros minutos, mas a noite não demoraria a se complicar. Por um toque de mão de Marcel Halstenberg, o Frankfurt ganhou um pênalti aos 17 e André Silva abriu o placar. Apesar da tentativa do Leipzig em se reerguer, Kevin Trapp trabalhou bem e logo a defesa da casa garantiu a segurança.

Na volta ao segundo tempo, Nagelsmann promoveu a entrada de Dani Olmo. No entanto, quem realmente brilhou foi o craque do Frankfurt: Filip Kostic. O camisa 10 ampliou num contra-ataque aos seis minutos, arrancando do meio do campo e batendo cruzado. Mesmo com a vantagem do placar, as Águias mantinham o controle e poderiam ter feito o terceiro antes. O Leipzig até entrou com Werner aos 17 minutos, pouco antes que Olmo descontasse, em seu primeiro tento pelo clube. Só que a pressão dos Touros Vermelhos demorou a gerar mais chances e, no lance mais perigoso, Werner desperdiçou a oportunidade do empate. O golpe de misericórdia, por fim, viria nos acréscimos, em mais um contragolpe definido por Kostic.

Campeão da Copa da Alemanha em 2018, quando ergueu a taça pela quinta vez, o Eintracht Frankfurt vê suas esperanças na temporada se reforçarem. O clube oscila na Bundesliga, mas pode sonhar com outra campanha marcante na Pokal e também sublinha sua veia copeira, às vésperas de encarar o Red Bull Salzburg na Liga Europa. Já o RB Leipzig liga o seu sinal de alerta. O início do semestre guardou compromissos duros, mas são três partidas sem vencer – e com dificuldades de se impor, sempre saindo em desvantagem. Apesar dos reforços, o recomeço reticente coloca em xeque o potencial do time em brigar pela Bundesliga.