O Campeonato Colombiano viveu sua rodada de clássicos neste final de semana. As principais cidades do país se mobilizaram entre as suas forças no futebol. Havia muito interesse ao que aconteceria em Medellín, diante da boa fase de Atlético Nacional e Independiente, respectivamente vice-líder e líder. Melhor para os verdolagas, que anotaram 3 a 1 no Estádio Atanásio Girardot e diminuíram a distância para os rivais, que ainda têm dois jogos a mais. No entanto, um ambiente especial tomou Cali. Pela primeira vez desde 2011, a metrópole voltava a experimentar o seu dérbi na primeira divisão. Deportivo e América se encararam no Estadio de Palmaseca. Atmosfera fantástica proporcionada pelo time da casa – já que, infelizmente, o confronto no Valle del Cauca costuma ocorrer com torcida única.

VEJA TAMBÉM: Após cinco anos infartantes, o América de Cali volta à primeira divisão

Ao longo dos últimos anos, os clássicos ainda se mantiveram pela Copa da Colômbia. No entanto, os torcedores estavam com saudades viver a sensação pela principal competição do país. E, como poucas vezes o dérbi foi disputado no Estádio de Palmaseca, inaugurado em 2010, a barra do Deportivo Cali fez uma recepção diferente aos visitantes do América. Se os rivais têm o apelido de ‘Diabos Vermelhos’, os anfitriões promoveram boas-vindas ao seu ‘inferno verde’. Show com direito a mosaico, fumaça, bexigas, trapos e sinalizadores. Obviamente, o fantasma da B também marcou presença.

Quando a bola rolou, o Deportivo Cali mostrou quem manda no pedaço. Os alviverdes venceram a partida por 2 a 1, de virada. Jeison Lucumí abriu o placar ao América aos 29 do segundo tempo. Ainda assim, houve tempo para a Tromba Verde buscar o resultado, com gols de Germán Mera e Nicolás Benedetti. O Deportivo aparece na zona de classificação aos playoffs, no quinto lugar, enquanto o América é o 11°, sem vencer há quatro rodadas após um bom início de campanha na volta à elite.

Abaixo, algumas cenas das torcidas nos clássicos de Medellín e Cali: