A carreira de Stiliyan Petrov se abreviou por causa de uma leucemia. O meio-campista descobriu a doença aos 32 anos, quando já tinha superado as 100 partidas pela seleção da Bulgária, além de ser idolatrado pelas torcidas de Celtic e Aston Villa. Ainda tentou seguir em frente por um período, mas anunciou a aposentadoria meses depois, quando já tinha vencido a doença. De qualquer maneira, o veterano continua abraçando a causa e criou uma fundação para combater o câncer. E neste sábado, lotou as arquibancadas de Parkhead para arrecadar fundos à causa. Juntamente com James Milner, seu antigo companheiro no Villa Park e igualmente comprometido com causas sociais, liderou uma boa ocasião para praticar a solidariedade.

Todos os ingressos vendidos ao jogo em Glasgow tiveram seu dinheiro revertido a instituições de caridade. Os fundos serão redirecionados à Fundação Celtic, à Fundação Stiliyan Petrov e à Fundação James Milner, voltadas ao combate ao câncer. Já em campo, os times de Petrov e Milner vestiram as camisas de Celtic e Liverpool, em equipes de estrelas treinadas por Brendan Rodgers e Jürgen Klopp. Entre os veteranos dos Bhoys (além de convidados) estavam Henrik Larsson, Arthur Boruc, Robbie Keane, Hristo Stoichkov, John Hartson, Gaizka Mendieta e Scott Brown. Já os Reds escalaram Jamie Redknapp, Luis García, Dirk Kuyt, Emile Heskey, Owen Hargreaves e Joe Hart – que chegou mesmo a atuar na linha.

Durante a entrada em campo, um bonito momento aconteceu com as arquibancadas cantando em uníssono “You’ll Never Walk Alone”. Já em campo, prevaleceu a igualdade. Empate por 3 a 3, em que Robbie Keane, Ashley Young e Gabriel Agbonlahor marcaram gols pelo Celtic, enquanto Joan Capdevilla se destacou com dois tentos pela equipe de Milner. O que vale mesmo, de qualquer forma, é a solidariedade e a exaltação à vitória de Petrov na vida.


Os comentários estão desativados.