Às vezes, o jogador não precisa nem estar em campo para receber um cartão. O exemplo mais clássico disso aconteceu com Claudio Caniggia, expulso pelo árbitro na Copa do Mundo de 2002 quando estava no banco de reservas. Mas e antes da bola começar a rolar? Capitão do San Lorenzo, Pablo Alvarado recebeu uma das advertências mais rápidas da história no clássico contra o Boca Juniors, neste final de semana.

O problema de Alvarado nem foi indisciplina. Pelo contrário, queria fazer um agrado para a sua torcida. O San Lorenzo entrou em campo com um cachorro e, como mascotes são proibidas, o capitão foi quem acabou pagando o preço. Pelo menos o cartão amarelo não atrapalhou o resultado do jogo, com a vitória do San Lorenzo por 1 a 0 no Nuevo Gasómetro.