A Premier League voltou com diversas mensagens de apoio ao movimento antirracista. Os jogadores usaram nas costas o lema do ‘Vidas Negras Importam’ e as manifestações foram constantes ao longo da rodada deste final de semana. Nesta segunda-feira, porém, ficou expresso que a falta de consciência e da mínima compreensão sobre o tema também imperam na Inglaterra. Um avião sobrevoou o Estádio Etihad, durante a goleada do Manchester City sobre o Burnley, com uma faixa dizendo que ‘Vidas Brancas Importam Burnley’. Felizmente, a resposta contra a ignorância foi imediata.

O Burnley publicou uma nota oficial quando o jogo ainda acontecia: “O Burnley Football Club condena fortemente as ações dos responsáveis pela aeronave e pela faixa ofensiva que sobrevoaram o Estádio Etihad nesta segunda-feira. Desejamos deixar claro que os responsáveis não são bem-vindos em Turf Moor. Isso não representa de forma alguma o que o Burnley defende e trabalharemos plenamente com as autoridades para identificar os responsáveis e emitir banimentos vitalícios”.

“O clube tem um histórico do qual se orgulha por trabalhar com todos os gêneros, religiões e crenças através de suas premiadas ações comunitárias, e se opõe a qualquer tipo de racismo. Estamos totalmente de acordo com a iniciativa da Premier League sobre o ‘Vidas Negras Importam’ e, como todos os outros jogos neste recomeço, nossos jogadores e comissão técnica se ajoelharam de bom grado antes do pontapé inicial contra o Manchester City. Pedimos desculpas sem reservas à Premier League, ao Manchester City e a todos aqueles que ajudam a promover o ‘Vidas Negras Importam'”, complementou a nota.

Capitão do Burnley, Ben Mee falou sobre o assunto depois da partida. O avião sobrevoou o estádio logo após os jogadores se ajoelharem no centro do gramado contra o racismo e não passou despercebido, mesmo com a bola já rolando. O zagueiro deu uma resposta igualmente forte, para expressar seu desacordo com a manifestação e para rechaçar tal pensamento.

“Estou envergonhado que um pequeno número de nossos torcedores tenha decidido colocar isso ao redor do estádio. Há um grupo de rapazes envergonhados em ver isso. Essa mensagem perdeu todo o ponto do que estamos tentando registrar e essas pessoas precisam entrar no Século XXI, se educarem como muitos de nós. Não representa o que é o clube, os jogadores e a maioria dos torcedores. É uma minoria e estou realmente chateado que isso tenha acontecido. Ouvimos rumores de que isso aconteceria e o clube tentou impedir”, contou o capitão.

Nas coletivas, os dois treinadores também abordaram o assunto. Comandante do Burnley, Sean Dyche afirmou: “Não acho que você pode julgar o clube inteiro ou uma cidade por causa disso, mas é algo inaceitável”. Já Pep Guardiola fez seu discurso: “Lógico que vidas brancas importam, mas vidas negras importam também. Seres humanos importam. Todos importam, somos iguais. Todos os dias temos que lutar não apenas contra essa situação, mas contra toda a injustiça ao redor do mundo. Começa nas escolas, para as novas gerações entenderem que somos iguais e a educação nos salvará”.

Atual comentarista da Sky Sports, Micah Richards deu uma interessante visão durante a transmissão: “Muitas pessoas dizem que todo esse racismo acontece nos EUA, mas não na Inglaterra. Bem, esta é uma prova. Eu sei que é uma minoria, mas eles se sentem assim. Não quero combater fogo com fogo. Quero educar as pessoas. Adoraria saber por que eles se sentem assim. Sou genuíno em meu coração, não entendo por que as pessoas realmente se sentem assim. Até entendermos por que, nada vai mudar. Podemos usar camisetas, fazer protestos e estamos melhorando devagar, mas isso mostra o que ainda acontece, mesmo sendo uma minoria. É mais profundo que apenas um avião. Gostaria de chegar à raiz do problema para fazer mudanças reais, porque isso que aconteceu hoje foi absolutamente repugnante”.

Já a Fare, a entidade europeia que luta contra o racismo no futebol, ressaltou através do presidente Piara Powar: “A reação racista contra o ‘Vidas Negras Importam’ ao redor da Europa é uma tendência que percebemos e documentamos. Contrária à mensagem do ‘Vidas Negras Importam’ por direitos iguais, a faixa ‘Vidas Brancas Importam’ pode ser apenas motivada pelo racismo e pela negação dos direitos iguais. Mostra exatamente por que a luta pela igualdade é tão importante e por que a maioria das pessoas apoia”.