Hope Solo mexeu com quem não deveria. Às vésperas dos Jogos Olímpicos, a goleira dos Estados Unidos resolveu brincar com a situação do zika vírus no Brasil e postou fotos de seu equipamento para enfrentar os mosquitos no país. Um exagero que não pegou nada bem, especialmente pela seriedade do assunto e pela falta de conhecimento sobre a real situação demonstrada por vários atletas. Mesmo nas declarações posteriores, a veterana não demonstrou muito arrependimento por seu ato. Então, teve que lidar com a fúria galhofeira da torcida no Mineirão durante a vitória por 2 a 0 sobre a Nova Zelândia.

Ao longo dos 90 minutos, Hope Solo foi vaiada. Já quando ia chutar a bola, os mineiros insistiam com um longo “Ô, zika!”. Alguns até ensaiaram um “Olê, olê, olá, zika, zika!”. Vitória brasileira na zoeira. Na saída de campo, ao menos, a goleira demonstrou levar tudo na esportiva. Carli Lloyd e Alex Morgan fizeram os gols da vitória americana.