O Boxing Day proporcionou uma rodada bastante farta na Premier League. Exceção feita a Crystal Palace 0x0 Cardiff, a quarta-feira contou com uma ótima média de gols. As redes balançaram 29 vezes em nove compromissos – um número impulsionado principalmente pelas goleadas de Tottenham, Everton e Liverpool. A Championship não foi tão prolífica assim. Em compensação, ofereceu os dois jogos mais fantásticos do dia na Inglaterra, sobretudo por envolverem os líderes da competição. Assim como ocorreu na rodada anterior, o Leeds arrancou uma virada impossível contra o Blackburn para manter a ponta. Anotou dois gols nos acréscimos, celebrando os 3 a 2 diante de sua torcida. Só não abriu uma diferença maior na primeira colocação porque o Norwich City, segundo na tabela, transformou um jogo totalmente perdido em empate suado diante do Nottingham Forest. Os Canários tiraram uma desvantagem de três gols, também com dois tentos nos acréscimos, para fechar a contagem em 3 a 3.

O Leeds United recebia o Blackburn Rovers em Elland Road. O time de Marcelo Bielsa acumulava seis vitórias consecutivas antes do jogo, incluindo a virada épica sobre o Aston Villa em Birmingham. No último domingo, os visitantes perdiam por 2×0, antes de buscarem o empate no início do segundo tempo e concluírem a vitória por 2×3 no quinto minuto dos acréscimos. Desta vez o déficit não seria tão grande. Contudo, os Whites viveriam uma emoção ainda maior nos minutos derradeiros.

O Leeds terminou o primeiro tempo em vantagem, graças a um gol contra tosco de Derrick Williams. O domínio dos anfitriões era amplo, controlando a posse de bola e criando mais ocasiões. Todavia, o time de Marcelo Bielsa desperdiçava várias chances, parando no goleiro David Raya e também carimbando a trave. Já no início do segundo tempo, a bola puniu e o Blackburn empatou graças a um pênalti convertido por Charlie Mulgrew. Nada que contivesse a pressão dos Whites, até então infrutífera.

O melhor ficou para os instantes derradeiros. O próprio Mulgrew viraria o placar para o Blackburn aos 45 minutos. O veterano cobrou falta de longe e, com a mão mole, o goleiro Bailey Peacock-Farrell aceitou. De qualquer forma, o frango não abateu o Leeds. A reação começou nos acréscimos. Mais uma vez, protagonizada por Kemar Roofe, herói também no Villa Park. O novo empate aconteceu aos 46, num lance de insistência, com o camisa 7 aproveitando um rebote do goleiro. E o milagre se concretizou aos 49, numa cabeçada certeira do centroavante. Ele soma 13 gols em 18 rodadas da Championship.

https://www.youtube.com/watch?v=jSD2LAUJUDk

O Norwich, por sua vez, dobrou o improvável em sua própria casa, Carrow Road. Parecia uma tarde desastrosa à torcida, que via sua equipe se impor na partida e parar nas grandes defesas do goleiro Costel Pantilimon. O Nottingham Forest se provou um visitante indigesto e abriu o placar nos acréscimos do primeiro tempo, com Matty Cash. E antes dos 29 do segundo tempo, os alvirrubros tinham balançado as redes de Tim Krul mais duas vezes, com Jack Robinson e novamente com Matty Cash. Foi o que acordou os Canários.

O bombardeio incessante do Norwich continuava, com Pantilimon operando um milagre diante de Teemu Pukki. O esboço da reação só começou aos 32, finalmente superando o romeno. Mario Vrancic arriscou de longe e a bola desviou no meio do caminho, tirando o goleiro da jogada. Os auriverdes persistiriam, com bola salva em cima da linha, até descontarem novamente aos 49. Onel Hernández recebeu na direita e chutou cruzado. A bola cruzou um mundaréu de pernas e, sem tocar em ninguém, beijou a trave antes de entrar. Pantilimon reapareceu como um pesadelo pouco depois, com uma sequência de duas defesaças. Mas, apesar da resistência, não evitou o empate aos 53. Ben Godfrey serviu Hernández e o alemão se confirmou como salvador, enchendo o pé para estufar as redes. Apesar do tropeço, os 3 a 3 seriam bastante comemorados em Carrow Road.

O Leeds inicia o segundo turno com boa vantagem na liderança da Championship. Os Whites têm 51 pontos, três a mais que o Norwich. Além disso, são seis de vantagem em relação ao West Bromwich, terceiro colocado. Confirmam-se como favoritos ao acesso direto rumo à Premier League. Logo abaixo, além do WBA, a zona dos playoffs atualmente é ocupada por Sheffield United, Middlesbrough e Derby County.