Depois de estrear com empate diante da Real Sociedad, o Real Madrid conquistou sua primeira vitória na nova edição do Campeonato Espanhol. E o triunfo sobre o Betis, no Estádio Benito Villamarín, não fugiu muito do roteiro que os merengues viveram em seu último título. Foi uma partida apertada e emocionante, em que a defesa sofreu um bocado, apesar dos milagres de Thibaut Courtois. Karim Benzema, como de praxe, comandou o triunfo por 3 a 2, com duas viradas no marcador. Mas os madridistas também dependeriam da marcação de um pênalti discutível no segundo tempo, que permitiu a Sergio Ramos arrematar o placar.

A partida começou lá e cá, com direito a um gol de Benzema anulado logo no primeiro minuto. Todavia, o Betis não tinha amarras para encarar os merengues e o bom trabalho de Manuel Pellegrini ficava expresso, com um time muito intenso em suas ações ofensivas. Os verdiblancos só não saíram em vantagem porque Courtois realizou uma defesa inacreditável aos sete minutos. Antonio Sanabria deu uma cabeçada à queima-roupa e o goleiro, mesmo passando da bola, esticou a mão no contrapé para conseguir salvar.

O lance foi essencial para que, aos 13, o Real Madrid abrisse o placar. Desta vez quem apareceu foi Benzema, com uma sequência de dribles à direita da área que deixou tonto Álex Moreno. Com o caminho aberto na linha de fundo, o francês mandou para o meio da área e Federico Valverde mandou para dentro. Sergio Ramos ainda poderia fazer o segundo na sequência, mas desperdiçou uma bola de frente do gol, quando tinha todo o tempo do mundo. E o Betis, sem sentir o impacto, daria calor a partir dos 20.

O empate começou a se desenhar com as jogadas em velocidade do Betis pelo lado esquerdo, especialmente com a participação de Nabil Fekir e Sergio Canales. Os verdiblancos adiantaram a marcação e eram incisivos em suas trocas de passes. Foram algumas boas finalizações para fora, antes que os béticos acertassem o pé e começassem a exigir um pouco mais de Courtois. E de tanto tentar, o time da casa empatou aos 35. Depois de um escanteio curto, Canales levantou a bola na área e Aïssa Mandi concluiu de cabeça para dentro. A virada, além do mais, nem demorou. Dois minutos depois, Fekir ajeitou e William Carvalho chegou na área já batendo, acertando o cantinho de Courtois para anotar o segundo gol.

Antes do intervalo, o Real Madrid voltou a aumentar sua carga no ataque, embora tenha precisado substituir o lesionado Toni Kroos por Luka Modric. O novo empate só aconteceria mesmo no início do segundo tempo. Dani Carvajal abriu na direita e cruzou em direção ao segundo pau. Na disputa, Benzema estava na bola, mas o lateral Emerson mandou contra a própria meta. A partida seguiu com bons avanços de ambos os lados, embora os merengues fossem mais perigosos. Benzema teve outro tento anulado por impedimento, antes que, aos 20, Emerson fosse expulso. O até então nulo Luka Jovic ia saindo de frente para o gol e, na meia-lua, o lateral empurrou o atacante para atrapalhá-lo. Com ajuda do VAR, veio o vermelho.

Sergio Ramos cobrou a falta originada pelo lance com muito perigo, mandando ao lado da trave. Com um a mais, o Real Madrid apertava em busca pela vitória, mas não era preciso na conclusão das jogadas – como num lance perdido por Benzema. E o Betis ainda tentava o terceiro, com William Carvalho forçando mais uma boa defesa de Courtois. Enquanto os merengues abafavam, o Betis conseguia travar os adversários. Mas foi em um desses lances que surgiu o gol da vitória.

Aos 37, Borja Mayoral invadiu a área e a disputa com Marc Bartra parecia normal – no máximo, uma falta do atacante. A arbitragem, todavia, viu um toque de braço do zagueiro e assinalou uma intencionalidade questionável. Sergio Ramos bateu com categoria e fez o terceiro do Real Madrid. Restava tempo a um novo empate do Betis, mas estava difícil com a desvantagem numérica. Isco parou em boa defesa de Joel Robles e, quando Martín Montoya pôde cabecear, errou o alvo. Seriam longos oito minutos de acréscimos, por conta das paralisações. Mais provável é que saísse o quarto do Real, com Benzema e Valverde sem aproveitar as chances.

O Real Madrid chega aos quatro pontos no Campeonato Espanhol, ocupando a quinta colocação. Ainda precisa engrenar, diante de um início no qual não fez grandes atuações. Já o Betis perde os 100% de aproveitamento. Os verdiblancos haviam vencido os seus dois primeiros compromissos e param com seis pontos, provisoriamente na vice-liderança. Mas têm consciência sobre como foram superiores no 11 contra 11.

Betis x Real Madrid (Fonte: WhoScored)