O Bayern de Munique acerta os seus ponteiros depois da sequência ruim de resultados e as faíscas que saíram na Allianz Arena. Neste sábado, o time de Niko Kovac emendou a terceira vitória consecutiva ao derrotar o Mainz 05 por 2 a 1, na Opel Arena – obrigação dos visitantes, muito embora os anfitriões tenham um histórico razoável de resultados surpreendentes contra os bávaros. E entre os destaques positivos está a participação de Thiago Alcântara. O meio-campista é um dos mais credenciados a assumir o protagonismo na Baviera, mas não vinha de bons momentos. Será importante seguir a toada, diante das instabilidades na equipe.

Thiago já teve fases muito boas no Bayern. Não é exagero nenhum colocá-lo como o melhor do time na conquista da Bundesliga em 2016/17, pela maneira como orquestrava a engrenagem. Só que a temporada passada não deixou grandes lembranças, seja pelas lesões ou pela falta de sequência, resultando na irritação com Jupp Heynckes na final da Copa da Alemanha. O treinador, afinal, tinha razão em cobrar o meio-campista por aquilo que não vinha acontecendo. E em um elenco que se envelhece cada vez mais, há a clara necessidade de que os mais jovens se tornem decisivos. Nessa, entra o espanhol. Não vai ser o jogador que marca gols todos os jogos ou que cria sempre ocasiões aos seus companheiros. Todavia, tem talento o suficiente para controlar os duelos e permitir que outros colegas se sobressaiam na definição.

Neste sábado, Thiago teve grande importância para que o Bayern exercesse o domínio e conquistasse a vitória sobre o Mainz. Dominante no primeiro tempo, o clube da Baviera já tinha acertado uma bola na trave com Joshua Kimmich e viu um gol de Goretzka bem anulado pelo VAR. O meio-campista, ainda assim, foi o responsável por abrir o placar 39 minutos. A jogada contou com uma inversão brilhante de David Alaba. Kimmich dominou na direita e cruzou para Goretzka acertar um bonito chute de primeira. Todavia, os bávaros vacilaram logo no início da segunda etapa. Daniel Brosinski cruzou e Jean-Paul Boëtius apareceu entre os zagueiros para concluir, arrancando o empate.

Assim, o heroísmo caberia a Thiago, aos 17. Em bola recuperada por Renato Sanches, Robert Lewandowski se mandou pela direita. Thiago se projetou à área e apareceu para completar o passe do centroavante, definindo a vitória. No fim, os visitantes seguiram mais próximos de ampliar, com direito a mais uma bola no poste, desta vez em arremate de Javi Martínez. De negativo, apenas a lesão de Goretzka, que deixou o campo no início da segunda etapa justamente para a entrada de Renato Sanches.

Mesmo os deslizes não são suficientes para afastar o Bayern da briga pela primeira colocação. Com o empate do Borussia Dortmund, os bávaros ficaram a dois pontos da ponta. Ocupam atualmente a vice-liderança, mas podem perder uma posição, caso o Werder Bremen ganhe seu compromisso neste domingo, recebendo o Bayer Leverkusen. Momento importante às vésperas da visita do time de Niko Kovac ao Signal Iduna Park, marcada para acontecer em duas semanas, no dia 10 de novembro.