O Bayern criou um dos mosaicos mais fantásticos dos últimos tempos para celebrar seus 120 anos

A relação entre torcida e diretoria não anda tão boa no Bayern de Munique, mas não é por isso que o clube deixou de celebrar neste domingo. Os bávaros comemoram os 120 anos de sua fundação e, além de usarem um uniforme especial, também realizaram um dos mosaicos mais fantásticos já vistos no futebol alemão. Os 360° das tribunas na Allianz Arena terminaram tomados pelo vermelho e branco, enquanto a coreografia reproduziu escudos históricos.

Foram três emblemas do Bayern desenhados nas arquibancadas. No centro, estava o escudo com as iniciais do clube, usado dos anos 1920 aos 1950, durante a conquista do primeiro título alemão. Atrás de um dos gols, via-se o desenho que vigorou nos anos 1960, quando os bávaros se tornaram uma força dominante na Bundesliga. Já do outro lado, o emblema que virou base a partir dos anos 1970, marcando a afirmação da potência europeia.

Dentro de campo, o Bayern cumpriu seu papel com a vitória por 2 a 0 sobre o Augsburg. Já do lado de fora, a torcida não deixou de questionar a diretoria pela postura em relação a Dietmar Hopp, na rodada anterior da competição. Através de faixas, os ultras indagaram “qual a renda mínima para o insulto paralisar um jogo” e “quem deve ser insultado para se repensar a política de fronteiras na União Europeia”. Também criticaram a ligação da direção com o governo do Catar e a falta de coerência em relação a casos de racismo. Os torcedores ainda atacaram a federação alemã, sobretudo pela forma como ignoram as pautas dos grupos de torcida. O debate continua quente – e será tema de coluna nesta terça aqui na Trivela.

https://www.youtube.com/watch?v=CwozZHaMGjg