A Champions League Feminina definiu as oito melhores equipes do continente nesta semana. Durante os dois últimos dias, aconteceram as partidas de volta das oitavas de final. E o Atlético de Madrid pode ser considerado o grande vencedor desta etapa da competição. As colchoneras tinham o duelo mais complicado, ao encararem o Manchester City, atual campeão da Copa da Inglaterra. As espanholas conseguiram eliminar as inglesas pela segunda temporada consecutiva, graças à vitória por 2 a 1 em Madri, nesta quarta.

O empate por 1 a 1 em Manchester deixava a situação aberta. Já no reencontro, o Atleti fez valer o seu mando de campo. Um gol contra de Steph Houghton, após tentativa de Ludmila, abriu o placar para as rojiblancas, enquanto Ángela Sosa ampliou. Pauline Bremer ainda conseguiu descontar, mas não foi suficiente às inglesas. É a melhor campanha das madrilenas na história da Champions Feminina. A equipe é a atual tricampeã de La Liga.

No outro duelo parelho, o Glasgow City avançou nesta quinta. As escocesas enfrentaram dificuldades para eliminar o Brondby, num confronto entre duas equipes que batem cartão no torneio, mesmo que raras vezes cheguem tão longe. Após a vitória por 2 a 0 na visita à Dinamarca, as anfitriãs tomaram o troco por 2 a 0 na Escócia. O Glasgow City se classificou apenas nos pênaltis, com a vitória na marca da cal por 3 a 1 – na qual a goleira Lee Alexander pegou três cobranças. De resto, goleadas que confirmaram os favoritismos no torneio.

A maior diferença foi aplicada pelo Arsenal, com 5 a 2 e 8 a 0 sobre o Slavia Praga. A holandesa Vivianne Miedema foi quem mais se destacou, com sete gols nas duas partidas. Campeão nas últimas quatro edições, o Lyon fez 4 a 0 e 7 a 0 contra o Fortuna Hjorring, da Dinamarca. Ada Hegerberg somou quatro gols nos dois duelos, se consolidando como maior goleadora da história da Champions Feminina. São 53 gols, dois a mais que a alemã Anja Mittag, a quem a norueguesa igualou na ida.

O Paris Saint-Germain foi mais “econômico” contra as islandesas do Breidablik. As parisienses venceram por 4 a 0 e 3 a 1, com direito a gol de Formiga na ida. O Barcelona, por sua vez, derrotou o FC Minsk por 5 a 0 e 3 a 1. Completam a lista de classificados o Bayern de Munique, que superou as cazaques do Biik Kazygurt por 5 a 0 e 2 a 0; e o Wolfsburg, com vitórias por 6 a 0 e 1 a 0 sobre as holandesas do Twente.

Pelo peso das classificadas, dá para dizer que a verdadeira disputa pela taça acontecerá a partir das quartas de final. O sorteio dos confrontos está marcado para 8 de novembro. Entretanto, a pausa até o recomeço da competição será grande. Enquanto os jogos de ida acontecerão em 24 e 25 de março, a volta fica para 1 e 2 de abril.