O Athletic fez o Barcelona suar de novo, mas desta vez Rakitic deu o triunfo aos blaugranas

O Athletic Bilbao representou uma dolorida pedra no sapato ao Barcelona nesta temporada. Durante a primeira rodada de La Liga, os bascos venceram o jogo em San Mamés, graças ao inesquecível gol de voleio de Aritz Aduriz. Também foram os carrascos dos catalães nas quartas de final da Copa do Rei, com o tento decisivo de Iñaki Williams no fim. Já nesta terça-feira, de novo o Barça precisou suar muito contra os leones, mas ao menos arrancou uma vitória importante às suas pretensões de título no Espanhol. Contra uma defesa que se segurou muito bem, o gol saiu apenas no meio do segundo tempo, com Ivan Rakitic vindo do banco para garantir o magro triunfo por 1 a 0. Temporariamente, os blaugranas recuperam a liderança.

Especulado pela Juventus, Arthur retornou ao time titular nesta terça e compôs a trinca do meio-campo, ao lado de Arturo Vidal e Sergio Busquets. Já na linha de frente, Quique Setién escalou o trio formado por Lionel Messi, Luis Suárez e Antoine Griezmann. E que a posse de bola fosse maior ao Barcelona, o Athletic Bilbao fazia o suficiente para incomodar. Com a marcação alta, os leones viram Marc-André ter Stegen trabalhar primeiro, espalmando um cruzamento venenoso de Unai López. Mikel Balenziaga e Iñaki Williams também levaram certo perigo em chutes para fora.

Do outro lado, Unai Simón começou a aparecer por volta dos 15 minutos. Luis Suárez já tinha sido travado dentro da área nos primeiros instantes, mas só testou o goleiro depois disso e parou em defesa segura. Era uma partida intensa, embora o Athletic levasse a melhor em sua estratégia. Concedia poucos espaços em sua defesa e, vez por outra, fazia o suficiente para buscar o primeiro gol. Yeray Álvarez cabeceou para fora aos 20, pouco antes de Busquets dar um carrinho salvador para evitar o arremate frontal de Williams.

O Barça ainda tentou exercer sua pressão antes do intervalo, mas se via contido pela marcação cerrada dos bascos. Faltava mais penetração e criatividade aos catalães, sem ameaçar tanto a meta adversária. Tudo passava por um Messi encaixotado pela faixa central. Quando surgia um pouco mais de espaço, a zaga do Athletic estava lá para salvar. Além disso, não havia repertório ao time de Quique Setién, entre um apagado Griezmann e um impreciso Suárez.

O segundo tempo não mudou muito de configuração. O Barcelona tinha a bola, mas encontrava dificuldades. Quando Griezmann bateu de frente com Simón, o goleiro realizou grande defesa. Os blaugranas precisavam de mais agressividade e Quique Setién não demorou a sacar Arthur, para a entrada do jovem Riqui Puig. O garoto demonstrou vontade, mas logo o treinador realizaria mais duas alterações, promovendo em campo as participações de Ivan Rakitic e Ansu Fati. Com isso, enfim, os catalães eram mais agressivos e tinham seus melhores lances em bolas paradas com Messi.

Vidal quase completou uma falta batida pelo camisa 10, pouco antes de Ansu Fati cabecear por cima. O Athletic até desperdiçou um contragolpe, mas a balança pendia ao Barcelona e o gol da vitória saiu aos 26 minutos. Num bate e rebate na área, a bola ficou com Messi e o craque tentava, mas fez melhor quando a sobra caiu com Rakitic, passando livre à sua direita. O croata invadiu a área com liberdade e fuzilou, resolvendo a partida. Proporcionou a infiltração que tanto fazia falta aos blaugranas.

O Barcelona pôde se tranquilizar um pouco e passou a encontrar mais espaços. Suárez e Messi estiveram próximos de ampliar, em arremates que seguiram para fora. O Athletic tentou se adiantar em campo, mas não teve muita energia para responder e dependeu das bolas paradas. Ainda assim, o empate quase veio em cruzamento no qual Ter Stegen saiu em falso. Para sua sorte, Raúl García não cabeceou em cheio e a bola seguiu ao lado da meta. Já nos minutos finais, os blaugranas poderiam ter matado o jogo. Messi de novo bateu com perigo para fora, antes de Unai Simón fazer milagre em tiro de Vidal e Ansu Fati ainda carimbar a trave no rebote.

O resultado recoloca o Barcelona provisoriamente na liderança, com 68 pontos. O Real Madrid entra em campo na rodada nesta quarta-feira e recebe o Mallorca no Estádio Alfredo Di Stéfano, buscando igualar a pontuação dos rivais com uma vitória. Preocupação maior ao Barça é a maneira como o time vem se apresentando, sem transmitir muita confiança e fazendo pouco no ataque. Já o Athletic Bilbao sofreu sua primeira derrota nesta retomada do Espanhol. É o décimo colocado, com 42 pontos, a seis de alcançar a zona de classificação à Liga Europa.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore