Beatriz Cruz, do Papo de Mina

Palmeiras e Santos escreveram mais um capítulo na história do crescimento do futebol feminino ao entrarem no gramado do Allianz Parque nesta quinta-feira (24). O novo estádio do Palmeiras, inaugurado em 19 de novembro de 2014, nunca tinha recebido um jogo oficial do time feminino.

Pioneiros na modalidade, os times chegaram para o confronto especial com bons resultados dentro de campo – as Palestrinas com invencibilidade de seis jogos, e as Sereias da Vila na liderança, com apenas uma derrota em nove rodadas do Brasileirão -, e também fora dele. O Palmeiras pela parceria inédita de patrocínio das jogadoras com a PUMA, e o Santos pela incrível marca de 100 gols da Ketlen, que ganhou os holofotes com a campanha #KetlenNoMuro e reconhecimento do rei Pelé.

Como foi a partida

Quando a bola rolou, o time da casa começou no ataque, mas aos 32 minutos do primeiro tempo o Santos abriu o placar, com cobrança de pênalti perfeita de Larissa.

Na segunda etapa, mesmo em desvantagem o Palmeiras voltou melhor, e logo aos 14 chegou ao empate com gol de fora da área da artilheira Carla Nunes. Onze minutos depois, Bianca  recebeu a bola, girou e bateu no ângulo de Michelle para virar e decretar o placar final.

Mais do que a vitória do Palmeiras, o resultado final do jogo foi de vitória do futebol feminino. Dez anos depois da última partida oficial no antigo Palestra Itália, o Palmeiras Feminino voltou a mandar uma partida na capital paulista, e já tem data para repetir o feito: 5 de outubro, às 15h, o Allianz Parque volta a ser palco de um jogo das Palestrinas.

.