Num show das muitas caras novas, a Inglaterra conquistou uma ampla vitória sobre Gales no clássico em Wembley

Inglaterra e Gales fizeram um clássico amistoso nesta quinta-feira, em Wembley. E a partida serviu especialmente para os Three Lions verem os bons serviços prestados pelas muitas apostas escaladas por Gareth Southgate. Ainda que os galeses tenham buscado igualar a intensidade no jogo, sobretudo durante o primeiro tempo, a superioridade dos ingleses preponderou. Com vários destaques: Jack Grealish deu assistência em sua estreia, Dominic Calvert-Lewin também balançou as redes em seu primeiro jogo, Conor Coady foi outro novato a deixar sua marca e Danny Ings anotou uma pintura de meia-bicicleta. Festa completa aos 3 a 0 dos anfitriões.

Kieran Trippier era basicamente o único medalhão na escalação da Inglaterra. O time estava recheado de jogadores incorporados nos últimos meses, incluindo um meio-campo com Kalvin Philips e Bukayo Saka, além de Grealish, Ings e Calvert-Lewin na frente. Não que Gales tivesse tantos jogadores tarimbados no 11 inicial escolhido por Ryan Giggs. O treinador também pôde observar vários jovens, como Rabbi Matondo, Tyler Roberts e Ethan Ampadu.

A partida começou corrida em Londres, e especialmente pela postura de Gales, que acelerava mais seu jogo e marcava em cima. O problema é que a Inglaterra tinha mais recursos e, depois de algumas ameaças, chegaria ao primeiro gol aos 26 minutos. Grealish fez boa jogada pela direita e, depois de encarar a marcação, cruzou no capricho. Então, Calvert-Lewin levou a excelente fase no Everton também aos Three Lions, numa cabeçada certeira que não deu chances ao goleiro Wayne Hennessey.

Nick Pope precisou realizar algumas intervenções na sequência do primeiro tempo, bem em uma saída nos pés de Kieffer Moore. Todavia, o duelo perdeu um pouco seu ritmo, sem que as equipes apresentassem tanto coletivamente. A vitória da Inglaterra só se ampliou no segundo tempo, com um início mais seguro dos anfitriões. O segundo gol veio aos oito minutos, em cobrança de falta de Trippier. Coady apareceu na área para completar e não escondeu a euforia pelo primeiro tento com a camisa da seleção – antes mesmo de assinalar a primeira finalização pela Premier League.

O melhor da noite, ainda assim, estava por vir. E saiu dos pés de Danny Ings, aos 18. Kalvin Phillips cobrou escanteio e Tyrone Mings ajeitou. Então, Ings emendou uma meia-bicicleta para estufar as redes, num lindo movimento. Aos 28 anos e em sua terceira aparição pelos Three Lions, também foi seu primeiro tento pela equipe nacional. A Inglaterra seguiu martelando em busca do quarto gol, mas parou em Hennessey. O goleiro fez grandes defesas, inclusive também negando o primeiro gol a Saka.

A Inglaterra volta a campo no domingo, em importante jogo contra a Bélgica pela Liga das Nações. Depois, na quarta-feira, encara a Dinamarca pelo torneio da Uefa. Ambos os encontros ocorrerão em Wembley. Gales, por sua vez, visitará Irlanda e Bulgária nos mesmos dias, pela competição continental.