O Borussia Dortmund baseia sua força em jovens talentos e, nesta segunda-feira, diversos prodígios apareceram na escalação de Lucien Favre durante a primeira fase da Copa da Alemanha. O treinador recheou o time de garotos para enfrentar o Duisburg e, logo no primeiro jogo da temporada, estes provaram que o futuro é agora. Os aurinegros conquistaram uma vitória tranquila por 5 a 0 fora de casa, na qual Jude Bellingham anotou seu primeiro gol pelo novo clube. Destaque também a Marco Reus, que saiu do banco e deu mais provas de sua recuperação balançando as redes.

Bellingham era uma das novidades na formação do Dortmund, atuando ao lado de Axel Witsel na cabeça de área. Thomas Meunier também fez sua estreia, escalado na ala direita, enquanto Thorgan Hazard era testado pela esquerda. Mais à frente, Giovanni Reyna municiaria a dupla mais solta, formada por Jadon Sancho e Erling Braut Haaland. Reinier, outro reforço dos aurinegros, começou no banco.

Com a pressão inicial do Dortmund, o primeiro gol saiu aos 14 minutos. Após um pênalti marcado por toque de mão, Sancho converteu. Bellingham era um dos destaques da noite naquele momento, participando bastante e se lançando ao ataque. Faria o seu gol aos 30, depois de um lindo toque de calcanhar de Hazard. O inglês ainda deu um bocado de sorte ao tentar tirar do goleiro Leo Weinkauf, mas ver a bola entrar com desvio. E o caminho se abriu de vez aos 38, quando Dominic Volkmer cometeu falta fora da área em chance manifesta de gol e recebeu o vermelho. Como se não bastasse, Hazard ainda cobrou a infração com maestria, mandando a bola no ângulo e anotando o terceiro.

Aos cinco minutos do segundo tempo, Reyna cobrou falta e Witsel desviou no meio do caminho, assinalando o quarto. E num ritmo de treino, o Dortmund chamou seu banco de reservas a campo. Reus entrou no lugar de Haaland e precisou de um toque na bola para fazer o quinto. Aos 13, Sancho deu um belíssimo passe por elevação, para o camisa 11 concluir sem dificuldades. Reinier veio na vaga do próprio Sancho aos 19 e se apresentou bastante à partida, mas sua equipe já tinha tirado o pé do acelerador. Apesar disso, se fosse para sair mais algum gol, era mais fácil ter vindo o sexto aurinegro, entre um lance ou outro mais perigoso.

O desafio maior do Dortmund será na Bundesliga, onde precisará competir com o Bayern de Munique durante uma longa jornada. A equipe tem bons reforços e vê o amadurecimento de jogadores importantes, mas encurtar as distâncias parece mais difícil pela ótima forma dos rivais desde a chegada de Hansi Flick. A Copa da Alemanha, assim, é uma oportunidade de título mais palpável. Já o Duisburg voltará à sua modesta realidade, em busca do acesso à segunda divisão.

(Imagem: Soccerway)