Num jogo aberto contra o Sheffield, o Leeds sorriu com mais uma vitória, garantida no fim

O Leeds United dá sequência ao seu bom início na Premier League e conquistou a segunda vitória consecutiva neste retorno à elite. Desta vez, a exibição do time de Marcelo Bielsa não teve um festival de gols, como foi nas duas partidas anteriores. Mas não é isso o que diminui o valor do excelente resultado dos Whites, que visitaram o Sheffield United e saíram de Bramall Lane com o triunfo por 1 a 0, graças a um gol anotado nos minutos finais. Enquanto isso, a preocupação das Blades é maior, ainda sem pontuar na campanha.

Mesmo sem gols, o primeiro tempo veria a atitude de ambos os times. O Sheffield United se lançava ao ataque como mandante da tarde, mas o Leeds marcava de maneira agressiva e também buscava o gol. Não seria um começo de jogo tão alucinante em termos de chances, mas os Whites logo testariam o goleiro Aaron Ramsdale num chute cruzado. Ainda assim, Illan Meslier seria muito mais exigido pelas Blades, sobretudo nos 15 minutos finais – mais abertos. O francês pegou de forma inacreditável uma bola à queima-roupa de John Lundstram, que bateu de primeira de frente para o crime. Também rebateria uma bomba de George Baldock, em velocidade. Enquanto isso, Ramsdale seria chamado ao resgate para salvar um chute venenoso de Stuart Dallas, ganhando efeito com a parte de fora do pé.

Na volta ao segundo tempo, o Leeds começou a se impor na partida e a criar mais problemas à marcação do Sheffield United. As oportunidades dos Whites se tornaram constantes e Chris Basham chegaria a salvar uma bola em cima da linha aos 16, depois que Dallas já tinha deixado Ramsdale pelo caminho. O goleiro seria cada vez mais exigido, embora Oliver McBurnie também tenha desperdiçado um cruzamento na pequena área do outro lado, após cobrança de escanteio. Mesmo seguindo à reta final, a partida não parecia que se limitaria ao 0 a 0, com velocidade de ambos os times em busca dos espaços.

E o gol decisivo aconteceu aos 43 minutos, numa jogada bem tecida pelo Leeds. Rodrigo começou a construção na entrada da área e abriu o passe na esquerda, onde Jack Harrison tinha muito espaço. O ala cruzou em direção ao segundo pau e Patrick Bamford atacou a bola, com uma cabeçada cruzada. O tiro ainda quicou no chão, tirando de Ramsdale as chances de defesa. Depois disso, os Whites administraram o resultado, apesar dos pedidos de Bielsa para que o time fosse para frente. O Sheffield United teria um cruzamento perigoso, mas nada além.

A um clube que, a princípio, tem como objetivo se manter na Premier League, o Leeds United começa a campanha em ótima forma. Deu trabalho ao Liverpool, antes de vencer Fulham e Sheffield United. Os Whites somam seis pontos, na sexta colocação após três rodadas. E a preocupação ronda Bramall Lane na segunda temporada do time de Chris Wilder na elite. O Sheffield United não pontuou e sequer marcou gols nas três primeiras partidas. É verdade que a derrota neste domingo poderia ter outros rumos, não fossem os milagres de Meslier. Mas a situação naturalmente preocupa.

Sheffield United x Leeds (Fonte: WhoScored)

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore