A ideia de um novo estádio Giuseppe Meazza, o popular San Siro, deve mesmo sair do papel, depois de Milan e Internazionale apresentarem os dois projetos finalistas. Ainda há resistência de parte das torcidas e também de parte da população de Milão, mas tudo indica que a ideia dos clubes vai mesmo acontecer. Segundo arquiteto da empresa Populous, que elaborou uma das propostas finalistas, o novo San Siro será ainda melhor que o último projeto da empresa, o estádio do Tottenham.

Os dois projetos finalistas trazem propostas ligeiramente diferentes. Um, chamado “Anéis de Milão”, traz diversos círculos ao redor do estádio e é da empresa Manica/Sportium. O outro é chamado de “A Catedral’, da Populous. Segundo o jornal Tuttosport, de Turim, o projeto da Populous é o preferido, no momento, tanto de Milan quanto de Inter, especialmente porque é um projeto único e que seria imediatamente reconhecido, algo que o atual estádio de San Siro também tem.

“Nós começamos com o desejo de criar algo único para a cidade de Milão”, afirmou o arquiteto Alessandro Zoppini à Radio Sportiva. “Nós usamos os dois principais símbolos de Milão, que são o Duomo e a Galleria. Nós queríamos um estádio que fosse extremamente funcional e poderia, com todo contexto ao seu redor, reformular uma zona urbana atualmente subdesenvolvida. Atualmente, o terreno onde o estádio está construído não é usado em seis dias de sete da semana”, continuou o arquiteto.

“É um estádio que será ainda melhor que o nosso mais recente projeto, como o estádio do Tottenham [também elaborado pela Populous]. Terá uma grande atmosfera para os torcedores, mas também será aberto a todos que vivem na área. Ele irá reciclar os recursos energéticos e ter um impacto sonoro menor nas casas ao redor. Nós planejamos plantar árvores grossas que irão cercar completamente o estádio”, explicou Zoppini.

“Nós estamos prontos para começar amanhã se nós formos escolhidos e a arena ficará pronto de três anos e meio a quatro anos. Nós trabalhamos por mais de um ano sobre a viabilidade de reconstruir o estádio Giuseppe Meazza, mas é como um carro velho: usa muita energia, faz muito barulho e não tem confortos modernos, então basicamente é uma estrutura obsoleta”.

Milan e Inter buscam encontrar uma solução para a questão do estádio, que há tanto tempo é discutida na Itália. A Juventus, com o Allianz Stadium, conseguiu uma melhoria significativa de receitas nos dias de jogos e além disso também. San Siro é um estádio antigo, inaugurado em setembro de 1926 e com quatro grandes reformas ao longo da sua história: 1935, 1955, 1990 e 2015/16, esta última pare receber a final da Champions League.

Os dois projetos para novos estádios foram apresentados no final de setembro e espera-se que o projeto escolhido seja anunciado nas próximas semanas. Milão irá sediar a Olimpíada de inverno de 2026, portanto, o estádio precisará estar pronto antes dessa data.