Desde a pré-temporada, o Bayern de Munique sinalizava que esta poderia ser uma temporada mais aberta na Bundesliga. Vinha de uma mudança significativa em seu comando técnico, com um elenco envelhecido e sem fazer grandes contratações. O início da campanha foi bom, mas já começa a oscilar, sobretudo com a derrota para o Hertha Berlim nesta sexta. E quem se aproveita é o Borussia Dortmund, que assume a liderança da competição. Os aurinegros também encaram transformações internas, embora deem sinais positivos sob as ordens de Lucien Favre. E depois de aplicar sua maior goleada na competição em 30 anos durante a última quarta, desta vez o BVB buscou uma virada que soava improvável. Dentro da BayArena, tomou dois gols do Bayer Leverkusen. Na meia hora final, porém, balançou as redes quatro vezes e celebrou o triunfo por 4 a 2, que vale a primeira colocação. Marco Reus, Jadon Sancho e Paco Alcácer são os heróis.

O Leverkusen também não começou bem a Bundesliga, mas vinha de duas vitórias e possui um time cheio de potencial. Algo que se viu durante o primeiro tempo, com dois gols em 40 minutos. O primeiro tento saiu aos nove minutos, num belo lance de Mitchell Weiser. Em contra-ataque dos Aspirinas, Lucas Alario cruzou e o lateral apareceu no bico da grande área, acertando o chute no cantinho. O Dortmund teve chance de empatar, parando nas boas intervenções de Hradecky. Já aos 39, uma cobrança de escanteio permitiu que Jonathan Tah ampliasse, depois da incompetência dos aurinegros na hora de afastar o perigo.

Em um início de segundo tempo aberto, os dois times tiveram chances de marcar, com direito a uma bola na trave de Kevin Volland. A reação do Dortmund se iniciou a partir dos 20 minutos. Marco Reus forçou grande defesa de Hradecky, mas o rebote sobrou na pequena área para Jacob Bruun Larsen completar. Depois, o próprio capitão balançou as redes. Em uma tabela imparável com Jadon Sancho, o camisa 11 recebeu na área e fuzilou. O verdadeiro herói, ainda assim, saiu do banco. Paco Alcácer entrou no segundo tempo e anotou os dois últimos gols. O seu primeiro veio em meio à pressão, aos 40, a partir de uma troca de passes do BVB. Achraf Hakimi cruzou e o centroavante se projetou na pequena área para desviar. Por fim, o golpe de misericórdia aconteceu em um contra-ataque. Sancho lançou e, com Hradecky voltando desesperadamente à meta depois de ter subido ao ataque, o espanhol ficou com o caminho aberto para finalizar rumo às redes vazias.

Fazia tempo que o Dortmund não virava um jogo na Bundesliga depois de partir ao intervalo com uma desvantagem de dois gols. A última vez havia acontecido em 1982, nos 3 a 2 contra o Bochum. O BVB chega aos 14 pontos, único invicto no Campeonato Alemão, com quatro vitórias e dois empates. Também é dono do melhor ataque, com 19 gols marcados em apenas seis partidas. Belo início que os garante um ponto à frente de Bayern de Munique e Hertha Berlim. O Leverkusen, por sua vez, aparece na metade inferior da tabela. Tem apenas seis pontos, dono da pior defesa da liga.