Ronaldinho completa 40 anos longe da alegria que esperaria ao momento. Permanece trancado na prisão paraguaia, à espera da investigação sobre seu passaporte falso, e ainda assim numa realidade que sequer permitiria uma grande festa. E que o nome do veterano sofra naturais questionamentos, a data serve ao menos para separar o joio do trigo e celebrar o jogadoraço que foi, sobretudo quando exibia seu prazer com a bola. O melhor Ronaldinho era um menino das peladas fazendo peripécias nos melhores estádios do mundo. Quem viu, não se esquece.

Certamente entre os maiores da história do futebol brasileiro, o camisa 10 também atingiu um ápice do qual pouquíssimos se aproximaram. Infelizmente, aquele Ronaldinho arrebatador não durou tanto tempo quanto se gostaria. Mas era encantador esperar a rodada para assisti-lo e se surpreender com qualquer novo truque. Ronaldinho arrancava sorrisos, sem nunca perder o seu dentro de campo. O Barcelona sempre agradecerá pelo cara que transformou a história do clube a partir de sua contratação.

Para aproveitar a data, uma coleção de três vídeos: 50 jogadores destruídos por Ronaldinho, do canal Lorenzo F7; Top 25 gols com narração, do obrigatório Futebol Nacional; e Ultimate Legendary Skills, do saudoso HeilRJ. Em tempos de quarentena, são muitos minutos para apreciar: