Quantas vezes você já ouviu que os jogadores se comportam como estrelas do rock? Bom, as semelhanças de fato existem, até por serem populares, terem milhares de fãs e muitos serem um pouco extravagantes. Aliás, uma dose de arrogância combinada com extravagância e talento extraordinário costumam ser características comuns em superestrelas, sejam da música ou do futebol. Pensando nisso, a BBC convidou Noel Gallagher, ex-guitarrista do Oasis, para montar uma banda dos sonhos com jogadores de futebol. Não tem nada a ver com os talentos musicais deles: as escolhas são baseadas nas características conhecidas dos jogadores, suas personalidades, seu estilo e até sua beleza.

LEIA TAMBÉM: Alessandro Lucarelli, o filho de sindicalista que se tornou a alma do arruinado Parma

“Muitos jogadores de futebol atualmente são quadrados. Para entrar na minha banda, você precisa ter algum carisma”, ele contou à emissora britânica. E se você acha que o fato de ele ser torcedor fanático do Manchester City o impediria de escolher ídolos do lado vermelho da cidade, o Manchester United, está bastante enganado.

As escolha são de guitarrista principal, baixista, baterista e vocalista. Em cada função, um jogador que ele acredita ter as características necessárias. A escolha é bem curiosa. Veja alguns trechos:

Guitarrista – Zinedine Zidane

“O guitarrista principal tem que ser um mago e o mago tem que ser Zinedine Zidane. Ele dá à banda um pouco do talento francês e, como jogador, ele era um gênio. Assisti-lo jogar era como ver o regente de uma orquestra e, se forçar um pouco, ele talvez seja o meu jogador favorito de todos os tempos”, justificou.

Baixista – Patrick Vieira

“O baixista tem que ser sólido e confiável – uma rocha inabalável. Eu teria Patrick Vieira, porque ele pode dar o ritmo também”, diz Noel sobre a escolha.

Baterista – Mario Balotelli

“Você precisa ter um cara excêntrico na bateria e Mario poderia contribuir com um rap vez por outra. Ele é como uma estrela moderna do rock. Ele é o que há de mais próximo do Liam Gallagher na Premiere League, com certeza. Ele é um pouco maluco, um pouco não confiável e um pouco excêntrico. Você nunca sabe qual será o corte de cabelo dele no dia seguinte”, descreveu Noel.

Vocalista – George Best

“Em qualquer banda, é preciso ter um cara bonito como cantor. Georgie é o meu cara de frente porque ele foi o maior jogador de futebol de todos os tempos e ele parece legal também. Ele foi a primeira estrela mundial do futebol”, disse Noel, que aparentemente não sabe quem é Pelé ou Maradona. Mas vamos perdoar porque provavelmente ele quis dizer que é o melhor jogador do Reino Unido e Irlanda que já surgiu, certo? Vamos imaginar que sim.

O fato de ser um dos grandes craques da história do Manchester United, rival do seu clube, não o incomoda. “Sim, ele jogou pelo Manchester United, mas eu nunca poderia odiá-lo. Todo mundo o amava. Era o mesmo com Eric Cantona. Todos os torcedores do City o amavam também, ele foi um daqueles que você deseja que jogue no seu time”, ele contou.

A admiração por Cantona por parte de Noel é mesmo grande. “Eu amava Eric porque ele era psicodélico. Se ele fosse um álbum, ele seria Sgt. Pepper. Atitude é algo raro no futebol e na música e ele era um personagem que tinha caráter. Você mal vê isso na sociedade, sem nem falar no futebol. Personalidade importa tanto quanto por quem eles jogam quando se trata dos jogadores que eu gosto. Bem, mais ou menos. Quando eu sentava e admirava Cantona, eu apreciava sua grandeza. Mas quando ele estava em campo eu o odiava. Quando ele marcava o gol da vitória contra o City, eu queria quebrar as suas duas pernas”, contou Noel. Não deixa de ser um ato de grandeza mostrar admiração por jogadores que foram ídolo do rival.

(Via BBC)