No talento! Barcelona vira sobre o Sevilla nos acréscimos

Mesmo em um dia que teve muitas dificuldades, Blaugranas conseguem vitória difícil sobre o Sevilla na Andaluzia, com desempenho decisivo de Fàbregas e Messi

Ganhar do Barcelona é uma tarefa difícil por vários motivos. Um deles é que mesmo que o time tenha dificuldades coletivas, ainda haverá individualidades capazes de fazer a balança pender para o lado blaugrana. O Sevilla fez a lição de casa, dificultou muito a vida do Barça, esteve em vantagem boa parte do jogo, mas não resistiu ao talento de Lionel Messi, Cesc Fàbregas e ao poder de decisão de David Villa, que viraram o jogo nos acréscimos para o time catalão.

O tradicional jogo de posse de bola do Barcelona foi visto no Ramón Sánchez Pizjuan, mas a costumeira eficiente não veio junto. O Sevilla conseguiu uma vitória por 2 a 1 em um jogo quente na já bem quente cidade da Andaluzia. O time já tinha vencido o Real Madrid no mesmo estádio, duas rodadas antes.

Os mandantes abriram o placar no primeiro tempo. Aos 26 minutos, o alemão Piotr Trochowski chutou bem e venceu o goleiro Victor Valdés para colocar 1 a 0 no placar a favor do Sevilla.

No início do segundo tempo, com o Barcelona posicionado para pressionar, o Sevilla conseguiu ampliar o placar. Sergio Busquets errou um passe no meio, Álvaro Negredo recebeu passe de Gary Medel e tocou com categoria na saída do goleiro. Aos três minutos da etapa final, o Sevilla tinha um 2 a 0.

O Barcelona não demorou a reagir. Em uma jogada trabalhada pelo meio, Lionel Messi toco, a bola ficou dividida no meio e Cesc Fàbregas chegou batendo com raiva de esquerda e marcou um belo gol de fora da área, trazendo os blaugranas de volta ao jogo.

Com mais posse de bola, como é tradicional, e atuando no campo de ataque, o Barcelona tentava assustar. Apesar de atuar no campo de ataque, o Barça tinha dificuldades em jogar pelas laterais do campo. Os pontas Alexis Sánchez e Pedro sofriam com a marcação dobrada. O Sevilla acompanhava os jogadores adversários o tempo todo, dos dois lados, sem dar muito espaço.

A partida ficou mais quente quando Garu Medel e Cesc Fàbregas se desentenderam e o árbitro expulsou o jogador do Sevilla. Ficou claro no replay que Fàbregas simulou uma cabeçada, quando na verdade os dois apenas se encararam. Com um a menos, o Sevilla se armou ainda mais defensivamente. Suas saídas para o ataque se restringiam às pontas, mas o time rapidamente se recompunha com todos os jogadores marcando.

Em uma interceptação duvidosa de Thiago, que pareceu dominar com o braço, a bola foi para Xavi, que achou Messi no meio. O camisa 10 colocou Fàbregas na cara do gol, que não perdoou e marcou o gol de empate: 2 a 2. Os jogadores e comissão técnica do Sevilla reclamaram muito do lance.

Já nos acréscimos, com um homem a mais, o Barcelona arrancou a virada. Em uma tabela com Messi, Villa bateu de pé esquerdo e deu a vitória ao time catalão por 3 a 2, mostrando a força do time. E Messi, mais uma vez, sendo decisivo. Participou dos três gols. E o Barcelona mostra que o jogo coletivo é difícil de ser marcado, mas que o talento do time para escapar e improvisar sobre marcações duras é ainda maior.

A vitória leva o Barcelona a seis vitórias consecutivas no Campeonato Espanhol, deixando com uma larga e confortável vantagem em relação ao Real Madrid, que só joga neste domingo. Assim, o time chegará ao clássico da próxima semana, no Camp Nou, com tranquilidade para fazer o seu jogo. O Real Madrid sabe que precisará vencer.