Rodriguinho completou 31 anos nesta quarta-feira, 27, da melhor forma: marcando gol em um jogo importante pelo seu clube. O Cruzeiro venceu o Deportivo Lara com tranquilidade por 2 a 0 no Mineirão, pela Libertadores, em um jogo em que o time celeste nem precisou jogar muito para ganhar, com alguma sobra, o duelo com os venezuelanos – que vivem uma crise no seu país que prejudica imensamente a equipe, já tecnicamente muito inferior aos brasileiros.

VEJA TAMBÉM: Na base da valentia, o Cruzeiro segurou uma vitória para vibrar bastante

Os 2 a 0, porém, não vieram de forma totalmente confortável. O segundo gol saiu apenas nos acréscimos do segundo tempo, já no apagar das luzes. Não quer dizer que o Cruzeiro correu muitos riscos no jogo. Até porque o primeiro gol, o do 1 a 0, veio muito rapidamente, aos seis minutos de jogo. O lance foi bastante bonito. Robinho fez o lançamento para Fred e o centroavante ajeitou com categoria de ombro para Rodriguinho. De frente para o goleiro, o camisa 23 finalizou bem para marcar para as redes.

Ainda no primeiro tempo, aos 24 minutos, o Cruzeiro conseguiu balançar as redes pela segunda vez, mas não valeu. Rodriguinho foi quem começou a jogada com um lançamento para Marquinhos Gabriel, que entrou na área e passou para Fred. O camisa 9 mandou para a rede, mas o tento foi anulado. E mal anulado. Foi marcado um impedimento de Fred no primeiro lance, no toque para Marquinhos Gabriel. Quando o passe é para ele, no lance Marquinhos, ele estava em posição legal.

O jogo tinha pouco de atrativo no segundo tempo, com o Cruzeiro melhor, mas sem precisar forçar. O placar magro era, sim, perigoso, mas não houve ameaça ao gol defendido pelos cruzeirenses. O curioso é que aos 42 minutos do segundo tempo, o técnico Mano Menezes tirou Rodriguinho, aniversariante do dia, para colocar Jadson em campo. O volante, contratado nesta temporada depois de um bom 2018 pelo Cruzeiro, ainda marcou, aos 49 minutos, o gol que selou o placar no Mineirão: 2 a 0.

Rodriguinho foi mais uma vez o destaque do Cruzeiro, que segue mostrando força. Robinho, no meio-campo, foi outro a fazer boa partida e vai mostrando o quanto pode ser importante para o time celeste. Fred não marcou, ao menos um gol que tenha sido legalizado pela arbitragem, mas fez um jogo bom. Foi dele o passe para Jadson marcar o segundo gol do Cruzeiro no jogo.

No domingo, o Cruzeiro volta a campo pelo Campeonato Mineiro contra o América Mineiro, pelas semifinais. Pela Libertadores, o Cruzeiro vai a campo na próxima quarta-feira em um jogo muito mais difícil: contra o Emelec, em Guayaquil, no Equador. O Deportivo Lara, por sua vez, receberá na conturbada Venezuela o Huracán, da Argentina. O Cruzeiro lidera com folga o Grupo B da Libertadores com seis pontos, contra apenas dois do Emelec e um de Huracán e Lara.