O Corinthians até pareceu resignado por um momento, em sua estreia pela primeira fase da Copa Sul-Americana. Contra um Racing que disputa o título no Campeonato Argentino e aparece em um estágio muito mais avançado de trabalho, a derrota em Itaquera ficou próxima de se consumar. Eduardo Coudet é um grande treinador, isso está claro há tempos, e conduz um time bem encaixado em Avellaneda. La Academia soube cadenciar melhor a bola e fechar os espaços contra os corintianos. No entanto, os comandados de Fábio Carille ainda se mantiveram vivos. Com um gol aos 44 do segundo tempo, arrancaram o empate por 1 a 1 na Arena. E a noite terminou com dois claros protagonistas: Marcelo Díaz e Gustagol, da paciência à fúria.

Enquanto o placar estava zerado, o Corinthians até criou uma ótima chance, no lance desperdiçado por Vágner Love diante do goleiro. Mas era o Racing quem dava as cartas do jogo e, superior, acabou abrindo o placar aos 22 minutos – isso já depois de um tento corretamente anulado por impedimento. A roubada de bola rendeu frutos e, diante da rebatida mal feita por Henrique, Andrés Rios mandou a bola no canto de Cássio antes de correr para o abraço. Uma segurança imposta pelos argentinos, que só diminuiu nos minutos anteriores ao intervalo, quando as mudanças táticas propostas por Carille surtiram efeito e os corintianos foram ávidos em busca do empate. Não aproveitaram o momento.

O controle do Racing preponderou especialmente no segundo tempo, diante da vantagem estabelecida no placar. Até parecia que jogava em casa. E o principal nome a fazer o mecanismo funcionar era Marcelo Díaz. Motor da Universidad de Chile campeã da Sul-Americana em 2011 e igualmente fundamental no Chile que marcou época com Jorge Sampaoli, o veterano não vingou como se esperava na Europa, mas se mantém como um jogador acima da média. O veterano sabe ditar o ritmo da partida e possui uma inteligência tática privilegiada, que beneficia o encaixe de suas equipes. Algo que se expressou em Itaquera, em meio à boa exibição da Academia. Era o camisa 21 quem carimbava as bolas e dificultava a vida do Corinthians.

Aos 31 anos, Díaz é uma contratação relativamente recente do Racing. Chegou em agosto e logo se tornou um nome importante no time que disputa a liderança do Campeonato Argentino com o Defensa y Justicia. É, inclusive, um desses jogadores que os clubes brasileiros poderiam ter olhado com carinho antes. Em Avellaneda, ele atende uma ideia de posse de bola e compactação na marcação, valorizando os planos de Eduardo Coudet. Compôs a espinha dorsal ao lado de Neri Cardozo nesta quinta-feira e, apesar da ausência de titulares importantes no mistão utilizado a Arena, ajudou os albicelestes a manterem sua firmeza.

O Corinthians mal ameaçou no segundo tempo, com claras dificuldades na construção. Mesmo com as alterações, ficou evidente que o gol só poderia sair em um lance isolado. Algo que se torna mais fácil diante da fase espetacular de Gustagol. Em tempos de raros centroavantes acima da média, o corintiano parece entrar neste seleto grupo. Já vinha de uma temporada muito boa com o Fortaleza e o retorno ao Parque São Jorge garante gols aliviantes aos alvinegros. Mais um na Sul-Americana. Depois de conseguir emendar suas cabeçadas algumas vezes ao longo da partida, a certeira saiu aos 44. E seu heroísmo ainda contou com a ajuda de Cássio, realizando defesas importantes, apesar dos vacilos nas vezes em que precisou jogar com os pés. Em uma equipe longe de seu encaixe ideal, os tentos do matador são valiosos.

A continuidade do Corinthians na Copa Sul-Americana dependerá de uma atuação acima do esperado na partida de volta. O resultado em Itaquera não é bom, mas a consolação é de que poderia ter sido ainda pior. Terá mais duas semanas para colocar ordem na casa e tentar ser mais competitivo na visita ao Cilindro. E que o Racing continue priorizando o Campeonato Argentino, a maturidade de seu time misto é suficiente para sonhar alto no torneio continental. Se Gustagol ainda pode resolver na Argentina, é preciso mais para anular o jogo de Marcelo Díaz.