No fim de um jogo bem pobre, América encontrou um gol para vencer o Corinthians fora de casa

Estava com toda cara de um jogo esquecível. Nem as poucas chances razoáveis que o Corinthians havia criado no primeiro tempo apareceram no segundo. O 0 a 0 parecia tão inevitável quanto impostos, o Natal e a morte. Mas, a um minuto do fim do jogo, Neto Berola encontrou Marcelo Toscano e Marcelo Toscano encontrou o gol que deu a vitória por 1 a 0 ao América Mineiro no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Neo Química Arena.

O gol pegou todo mundo de surpresa porque não houve nada no segundo tempo que indicasse que os 22 jogadores em campo sequer sabiam onde ele ficava. O Corinthians, por exemplo, não acertou um chute nele nos 45 minutos finais. O América Mineiro, vice-líder da Série B, estava feliz em deixar a bola com o Corinthians, ciente de que o adversário provavelmente não saberia o que fazer com ela. Teve 68% do tempo do jogo para descobrir – sem sucesso.

Mas até que o primeiro tempo teve suas chances. Especialmente pelos lados, o Corinthians chegou com velocidade e os cruzamentos geraram um chute de Cazares para fora e uma cabeça de Éderson bem perigosa. Ramiro arriscou de longe, perto da trave de Matheus Cavichioli, com desvio. No outro lado, Ademir dançou em cima de Gil e cruzou rasteiro para Felipe Azevedo, que provavelmente marcaria não fosse uma travada perfeita de Fágner.

E aí, no segundo tempo, nada aconteceu. Alguns chutes bloqueados, no máximo. Vágner Mancini tentou o que podia a partir do banco de reservas. Colocou Mauro Boselli para ter presença de área e jogada área. Não chegou a ter. Colocou Victor Cantillo para talvez ter uma chegada maior de trás. Não chegou a ter. Luan entrou a sete minutos do fim, uma tentativa desesperada de ter criatividade. Não teve também.

Curiosamente, as substituições do muito mais modesto elenco à disposição de Lisca deram mais certo. Marcelo Toscano entrou aos 42 minutos. Neto Berola entrou aos 43 minutos. Aos 44, Cássio bateu mal o tiro de meta, Neto Berola recolheu a bola e cruzou para a segunda trave, onde Marcelo Toscano apareceu para fazer o único gol da partida.

E quarta que vem o Corinthians terá um problemão para resolver no Independência.

.

.